20/12/2019 às 18h39min - Atualizada em 23/12/2019 às 20h47min

Técnica reaproveita resíduo para ser utilizado como fertilizante

A Rochagem é uma técnica de remineralização do solo através de pó de pedra que pode ser utilizado como alternativa a fertilizantes importados. De acordo com dados do Ministério da Agricultura, o Brasil importa entre 80% e 90% da matéria-prima de fertilizantes que utiliza e isso impacta os custos de produção do agricultor, uma vez que o insumo é cotado em dólar.

Em algumas culturas a fertilização é quase 50% do custo. Isso porque em qualquer cidade existe uma pedreira para retirar brita para asfalto e construção. Onde houve uma britadeira, terá pó de rocha.

A remineralização do solo é indicada para o Brasil porque na agricultura em clima tropical, com a alta intensidade de chuva que lava os terrenos, e o uso intensivo da terra, os solos ficam lixiviados. Por isso, a rochagem é sido alvo de pesquisas da Embrapa e do Serviço Geológico do Brasil, conhecido como CPRM, desde o final da década de 90. Trata-se da utilização do pó de rochas regionais como fertilizantes nas lavouras.

O insumo originário do pó de rochas foi batizado como agromineral e reconhecido pelo Ministério da Agricultura como fertilizante na Lei 12.890, de 2013, regulamentada em 2016.

VANTAGEM AMBIENTAL - Os agrominerais podem ser resíduos da mineração. “Em qualquer lugar do Brasil há uma pedreira, de onde se retira brita para revestimento asfáltico e construção civil, e o pó vai se acumulando no pátio. Se a rocha for interessante como remineralizadora, este subproduto pode trazer um ganho a mais”, aponta Andrea Sander, geóloga do CPRM. No entanto, a ação do pó de rocha não é imediata. Depois de aplicado ao solo, ele precisa reagir para soltar nutrientes. “A rocha é um conjunto de minerais e está sujeita à chuva, à temperatura e a uma série de agentes na superfície da terra para se degradar. Ela vai sofrer a ação da matéria-orgânica e dos microrganismos do solo que vão acelerar esse processo”, diz Magda Bergmann, geóloga do CPRM, em entrevista ao site do Estadão.

Não há dúvidas de que a rochagem, técnica inicialmente usada por pequenos  agricultores que não tinham condição de comprar fertilizantes químicos, é uma alternativa para baratear os custos da produção agrícola e aumentar a competitividade dos produtos brasileiros.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »