23/12/2019 às 08h14min - Atualizada em 23/12/2019 às 08h21min

Aumento do dólar: como ele impacta os empreendedores e de que forma aproveitá-lo para vender

O dólar atingiu o valor mais alto da história do real. Ao ultrapassar a casa dos R$ 4,20, a moeda acendeu o sinal vermelho econômico no Brasil em relação ao consumo de produtos importados. Apesar de todo esse transtorno para quem precisa comprar, o dólar alto pode trazer diferentes impactos para quem quer vender.

DINO
https://gerencianet.com.br/


O dólar atingiu o valor mais alto da história do real. Ao ultrapassar a casa dos R$ 4,20, a moeda acendeu o sinal vermelho econômico no Brasil em relação ao consumo de produtos importados. Mas, a questão é que são muitas as mercadorias estrangeiras e em diferentes áreas.

Apesar de todo esse transtorno para quem precisa comprar, o dólar alto pode trazer diferentes impactos para quem quer vender. Para uma empresa exportadora, por exemplo, o aumento da moeda é positivo: com o valor alterado do câmbio, um produto que custa dez dólares gera um lucro bem maior hoje do que geraria no ano passado. 

A relação do dólar e a inflação

Segundo a equipe econômica do governo federal, o aumento do câmbio não vai interferir na inflação. De acordo com o Ministério da Economia, é preciso que o dólar aumente muito o seu valor para que a meta desse indicador seja ultrapassada.

Atualmente, os dados mostram que a inflação está na casa dos 2,49%, e a meta é 4,25%. Portanto, ela ainda está abaixo do limite previsto, o que traz certa tranquilidade ao consumidor e também ao empreendedor.

Porém, ao observar de forma específica os produtos que são trazidos do exterior, esse cálculo faz menos sentido. Afinal, com a alta da moeda norte-americana, o valor de artigos tecnológicos, roupas, calçados e alimentos importados também aumentou.

Por isso, é preciso tomar cuidado. Por mais que o valor total da inflação não tenha subido, em alguns setores é possível notar mudança nos preços.

Os impactos do dólar alto

Ao contrário do que alguns pensam, o aumento do valor da moeda estrangeira não afeta apenas quem quer viajar para fora do país nem somente quem trabalha com turismo. Os impactos desse aumento vão além disso. 

Toda a gama de produtos tecnológicos, como celulares, computadores, televisões e tablets aumentam de preço com o alto valor da moeda. O mesmo acontece com roupas, calçados e acessórios estrangeiros. Pães e massas que utilizam farinha de trigo também ficam mais caros, já que o trigo é importado de outros países.

Formas de lidar com o aumento do dólar

Todo esse aumento afeta diretamente a vida do empreendedor e do consumidor. O dono de uma padaria ou de uma casa de massas, por exemplo, pode ter mais dificuldades para comprar e vender os seus produtos.

A dica para isso é diversificar o cardápio. Assim, em vez de trabalhar apenas com a farinha de trigo, usar outros tipos de farinha que não sofreram com o aumento da moeda. Além disso, vale a pena criar estratégias para:

Outra sugestão, ainda para os empreendedores, é pensar de forma planejada. A partir do controle de caixa, das receitas e despesas, o pequeno empresário precisa analisar soluções de gestão financeira para melhorar os seus lucros. Nesse sentido, é importante prever questões tributárias e os possíveis impactos da economia para as contas do negócio. 

No caso do consumidor, é o contrário: é necessário que ele desenvolva estratégias para gastar melhor. Se agirem de forma consciente, tanto o empreendedor quanto o consumidor vão conseguir passar por esse momento econômico com tranquilidade. Para isso, o cliente precisa sempre refletir bem antes da decisão de compra e o empresário definir um plano de ação para controlar os gastos.

As mudanças para o empreendedor

Além da questão da diversificação de produtos, o empresário também pode adotar outras táticas. Uma delas é oferecer ao cliente novas formas de pagamento. O parcelamento por meio de carnês ou cartões de crédito é uma boa opção, principalmente para quem não consegue pagar tudo à vista. Quanto mais possibilidades forem oferecidas ao cliente, melhores são as chances dele adquirir o produto.

O Natal está chegando e, mesmo com o aumento do dólar, esse é um dos principais momentos do ano para o comércio e a economia. Mas, se destacar nessa época do ano onde a concorrência também está em campo pode exigir uma preparação maior. Por isso, este artigo traz algumas dicas para ajudar os empreendedores a aproveitar o Natal para vender e lucrar mais.



Website: https://gerencianet.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »