13/12/2019 às 18h37min - Atualizada em 14/12/2019 às 00h00min

Empresas apostam em cultura organizacional para conquistar colaboradores

Hoje em dia, as empresas estão preocupadas em ter uma cultura organizacional forte para atrair e manter talentos. As práticas são variadas e possuem sempre o foco no colaborador.

DINO
http://gerencianet.com.br

Foi-se o tempo em que o salário era o único atrativo para profissionais. Hoje em dia, além de boa remuneração e benefícios, as pessoas buscam uma boa cultura organizacional, possibilidade de ascensão e qualidade de vida. Pensando nisso, muitas empresas estão se adaptando à nova realidade do mercado para atrair talentos e manter os colaboradores sempre motivados. 

A busca por oferecer um ambiente de trabalho agradável e ações que aumentem o engajamento dos funcionários não se restringe às grandes metrópoles. Instituição de pagamento com sede em Ouro Preto, Minas Gerais, a Gerencianet possui uma forte cultura organizacional voltada para o bem-estar dos colaboradores. 

Como diferencial, a empresa busca ter sempre um ambiente leve, descontraído e sem a pressão comum em algumas empresas do ramo financeiro, proporcionando, assim, uma grande troca entre os colaboradores. Há também um grande investimento em bons equipamentos e máquinas, possibilitando que o trabalho seja realizado sem impedimentos. A nova sede de Ouro Preto, inaugurada recentemente, possui uma sala de recreação, com sinuca, videogames, pinball e outros jogos para proporcionar a integração entre os colaboradores.   “As pessoas passam boa parte do tempo na empresa, então é importante que se sintam bem para produzir o seu melhor”, explica a gerente de Recursos Humanos, Viviane Feliciano. 

O clima é construído também com campanhas, ações e eventos internos que buscam a valorização do colaborador e incentivo à diversidade, mas sem esquecer da parte financeira. “Temos uma boa estrutura de cargos e salários, remunerações acima da média do mercado e benefícios, como vale alimentação, plano de saúde e odontológico, bolsa de estudos para dependentes, participação nos lucros, entre outros”, afirma. 

O estilo de liderança é horizontal, incentivando os profissionais a participarem dos processos, sugerirem melhorias e se sentirem, efetivamente, donos dos projetos. “Estamos em constante crescimento e, por isso, a empresa possibilita também o desenvolvimento e crescimento profissional. Temos casos de colaboradores que iniciaram como estagiários e hoje estão em cargos de gestão”, conta.  

A política de contratação 

O processo de contratação busca, principalmente, pessoas que se adaptam à cultura da empresa. A experiência não é o principal ponto avaliado, como em muitos casos. “Acreditamos no potencial das pessoas e, pela nossa experiência, os colaboradores aprendem muito rápido. Portanto, é mais importante que se conectem com a cultura da empresa. A técnica pode ser treinada no dia a dia”, afirma Feliciano. 

O resultado do processo de contratação bem estruturado e adaptado à empresa é um número baixo de turnover. “Geralmente, os colaboradores ficam muitos anos na Gerencianet. É raro alguém pedir para sair”. As demissões também não são constantes. “Quando algum colaborador não se adapta à função, tentamos sempre remanejá-lo para outros setores em que ele se sinta melhor. Quando percebemos alguém desmotivado, tentamos entender o que podemos melhorar e fazemos de tudo para que ele volte a se sentir motivado”, disse.

O desafio da expansão 

Com o crescimento,  a empresa abriu sua filial em São Paulo, em 2018, a 630 km da sede. Para isso, o processo de contratação foi, ainda mais, focado no perfil dos candidatos. “Queríamos que a unidade de São Paulo também tivesse a nossa cultura, apesar das diferenças entre as duas cidades. Por isso, além da atenção ao perfil no momento da contratação, todos os colaboradores passam por um período de integração em Ouro Preto. É importante para eles conhecerem como é o dia a dia, o clima, os valores e a essência da empresa ”, comenta.  

O processo de integração de novos colaboradores não é restrito apenas a um dia ou uma semana. Os gestores e a equipe de RH acompanham o desenvolvimento da pessoa até que ela esteja adaptada ao fluxo de trabalho. “A realização de uma integração bem feita contribui muito para que o profissional consiga entregar melhores resultados e para que ele se sinta mais confortável no ambiente de trabalho”, finaliza Feliciano. 



Website: http://gerencianet.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »