02/12/2019 às 10h59min - Atualizada em 02/12/2019 às 11h03min

Projeto de alunos de Engenharia Civil do UNISAL realiza obras em instituições sociais em Lorena (SP)

Uniação reúne estudantes voluntários da instituição de ensino para reformar prédios de entidades beneficentes da região

DINO

Poder colocar em prática os ensinamentos aprendidos em sala de aula e, ainda por cima, desenvolver um sentimento de solidariedade e gratidão por praticar o bem na comunidade. Há quatro anos essa é a realidade dos alunos de Engenharia Civil do campus São Joaquim, unidade Lorena, do Centro Universitário Salesiano - UNISAL.

Estudantes e professores desenvolveram o projeto Uniação. O objetivo da iniciativa é reunir voluntários não só da Engenharia Civil, mas dos demais cursos, para restaurar espaços físicos de instituições sociais da região. As obras normalmente acontecem nas férias, de forma voluntária e sem impactar no dia a dia da graduação.

Em 2019, por exemplo, o local escolhido foi o Lar São Vicente de Paulo de Lorena, uma casa de apoio a idosos. Em quatro semanas, incluindo sábados, domingos e feriados, os alunos lixaram e pintaram paredes, colocaram piso, ajustaram acabamentos e realizaram obras no jardim, melhorando o conforto.

" Agora, tem um jardim pela primeira vez na história do Uniação. Essa parte paisagística trouxe alegria para aqueles que são beneficiados. É muito satisfatório estar aqui", afirma Natália Meirelles, aluna de Engenharia Civil do UNISAL.

Este é o quarto ano consecutivo que uma entidade social recebe a ação voluntária de professores e estudantes do centro universitário. Em 2016, as obras aconteceram no CEMAI (Centro Educacional Metodista de Atendimento à Infância), em Guaratinguetá, e em 2017 na AACAL (Associação de Atendimento à Criança e ao Adolescente de Lorena). Já em 2018, o Uniação atuou na Comunidade Missionária Porta do Céu, novamente em Guaratinguetá.

A iniciativa surgiu em 2016 por André do Espírito Santo, então aluno do quinto semestre de Engenharia Civil. Após visitar cinco instituições sociais nas cidades de Lorena e Guaratinguetá, descobriu exemplos de trabalho educacional com crianças e adolescentes. Com outros 12 colegas de classe, professores e coordenadores do curso, optou por utilizar as férias para atuar como voluntário e usar o conhecimento adquirido na graduação.
Para custear os materiais de construção utilizados nas obras, os estudantes contam com doações de empresários da cidade, patrocinadores, vaquinhas online e até a realização de rifas de pizzas. Todo o dinheiro levantado é destinado ao pagamento dos produtos. Neste ano, o projeto contou com o apoio de diversas empresas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »