27/11/2019 às 16h19min - Atualizada em 29/11/2019 às 10h57min

Saúde masculina: 31% dos homens não vai ao médico regularmente

Apesar de estarmos em 2019, o câncer de próstata ainda é uma doença que pega os homens de surpresa. Estimativas do Ministério da Saúde indicam que 42 homens morrem diariamente em decorrência do câncer de próstata e, aproximadamente, 3 milhões vivem com a doença no País. Isso porque, segundo pesquisa do próprio ministério, cerca de 31% dos homens não costumam ir ao médico rotineiramente e, consequentemente, não descobrem a doença no início, quando as chances de cura são grandes.
 
Por enfrentar esse cenário, Gustavo Guimarães, urologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, ressalta os principais cuidados relacionados ao câncer de próstata e à saúde do homem no geral. Ele lembra que, à medida que o homem envelhece, ele fica mais exposto ao risco de desenvolver doenças. “A identificação precoce aumenta as chances de um tratamento eficiente. Em relação ao câncer de próstata, principalmente quem tem um parente de primeiro grau (pai ou irmão) que já teve a doença apresenta de duas a quatro vezes mais risco de desenvolvê-la. Além disso, as chances aumentam de seis a oito vezes quando são dois familiares de primeiro grau. Homens obesos também apresentam mais risco de desenvolver esse tipo de câncer”, completa o especialista.
 
O urologista informa que fazer exames de rotina e ir anualmente ao médico são medidas importantes para evitar essa condição. “O rastreamento e detecção precoce do câncer de próstata são feitos por meio da medição dos níveis de PSA no sangue, exame de toque retal e biópsia nos casos indicados. O consenso médico recomenda que todos os homens, entre 50 e 75 anos, façam exames de rastreamento (dosagem do PSA e toque retal) a cada um ou dois anos. Caso exista histórico familiar relacionado ao câncer de próstata, o ideal é começar antes, aos 40-45 anos”, afirma.
 
Já no campo dos tratamentos para esse tipo de tumor, novos medicamentos vêm sendo estudados. Eles visam combater o câncer por meio de diferentes mecanismos, como a manipulação hormonal, quimioterapia, terapia-alvo dirigida (que se fundamenta no bloqueio do alvo molecular celular a fim de destruir a célula tumoral), medicina nuclear e vacinas.
 
O médico ressalta ainda que para ter uma vida longe de doenças, é necessário ter hábitos saudáveis como tomar bastante líquido, manter uma alimentação com pouca ingestão de gordura e carnes vermelhas e com bastante legumes, vegetais e frutas, além de ingerir pratos com redução de sal e açúcar e praticar exercícios físicos. “Isso auxilia na saúde geral e, principalmente, da próstata e dos rins”, conclui o médico.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »