28/11/2019 às 18h34min - Atualizada em 29/11/2019 às 00h00min

Chegada da Black Friday movimenta mercado de entregas na última milha

Expectativa é que o setor de logística acompanhe o crescimento do comércio eletrônico, crescendo acima de dois dígitos durante o evento de 2019.

DINO
http://www.movetogo.com.br

A Black Friday começa nesta sexta-feira e o setor de transporte e logística se prepara para atender a uma das melhores datas comerciais do ano. De acordo com expectativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e da Ebit/Nielsen, o faturamento do setor neste ano deve crescer 18% em comparação a 2018, quando chegou a R$ 3,9 bilhões. Para chegar a este número, a entidade considera todas as negociações eletrônicas realizadas no período de quinta a segunda-feira, pós-Black Friday.

Cuidados na hora da compra

O setor de entregas e logística, por sua vez, espera crescer na mesma proporção – já que as vendas eletrônicas representam boa parte do faturamento do setor de transporte. As empresas que buscam faturar no período precisam estar atentas ao novo perfil do consumidor. Para atender o público de maneira satisfatória, Cláudio Alvadjian, CEO da Movetogo e especialista em comércio eletrônico, afirma que compliance é a palavra-chave do setor. Portanto, é essencial buscar empresas que possuam um sistema de trabalho elaborado a partir de regras claras e eficientes, alinhadas à legislação vigente, respeitando o direito de colaboradores e consumidores.

“É preciso sentir segurança na empresa. Muitas colocam valores para confundir. É preciso ser sempre transparente”, observa Alvadjian. Para o executivo, os gargalos da logística ainda geram perdas no setor. Problemas com a infraestrutura rodoviária, segurança, alta taxa de tributação e falta de cuidados durante o transporte resultam no atraso das entregas. “O cliente precisa solicitar documentações fundamentais antes de contratar o transportador como, por exemplo, apólice de seguro e análise completa do CNPJ. Outro ponto importante é verificar a tabela de preço na parte generalidades, onde o preço tem um impacto no preço do frete. Clareza no processo logístico e precificação são atributos que fazem uma empresa crescer”, completa.

Produtos em alta

O crescimento na venda de smartphones deve ser o grande destaque da Black Friday, em 2019. Segundo estudo realizado pela Promobit, quase a metade dos 1,5 mil entrevistados (47%) planejam gastar com eletrônicos. O material ainda revela que 45% dos entrevistados planejam investir em produtos com preço médio mais alto, gastando acima de R$ 1,5 mil - enquanto outros 7% pretendem consumir acima de R$ 5 mil.

Oportunidades no ‘Market Place’

De acordo com dados da Movetogo, startup de transporte especializada na entrega de encomendas em território nacional, o volume de entregas no mercado de marketplaces, por meio de plataformas como a OLX e o Mercado Livre, responde por 5% das contratações da startup e deve continuar crescendo. De olho nesse mercado, a empresa investiu no lançamento de uma plataforma de cotação e contratação online de encomendas. O sistema permite que a encomenda seja conferida no momento da coleta, por meio de uma balança sem fio homologada pelo Inmetro para conferir o peso, com segurança, transparência e oferecendo a possibilidade de corrigir o valor do frete para mais ou para menos.

Para ser considerado eficiente, o processo entrega para qualquer pessoa deve ser realizado dentro de um prazo relativamente curto, dentro dos grandes centros urbanos. “A Movetogo, por exemplo, lançou um produto com garantia de entrega da encomenda, em São Paulo e na Grande São Paulo, dentro de um intervalo de até três horas, após a coleta. A carga pode pesar até 500 quilos e ter um valor de nota fiscal de até R$ 35 mil. O valor para este tipo de entrega é a partir de R$ 139,00. O mais importante é buscar sistemas que ofereçam o método mais ágil, com maior segurança e o menor prazo de entrega possível”, observa Alvadjian. 



Website: http://www.movetogo.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »