18/11/2019 às 09h59min - Atualizada em 18/11/2019 às 10h33min

Pessoas estão se transformando mais rápido do que as marcas

Estudo traz o ranking com as principais marcas do mundo e as tendências em gestão de branding

DINO
http://www.prosapress.com.br
Pessoas estão se transformando mais rápido do que as marcas


Apenas 31 das 100 marcas que há 20 anos estavam na 1º edição da Best Global Brands seguem na lista de 2019. Entre elas, só duas (Coca-Cola e Microsoft) conseguiram se manter entre as 10 primeiras colocadas ao longo deste período.

A relação entre consumidor e marca tem se transformado muito rapidamente. As novas gerações de consumidores esperam que as marcas tenham personalidade e se envolvam em causas em busca de um mundo melhor. E nem sempre as grandes marcas têm sido capazes de responder na mesma velocidade.


CONSUMIDOR MAIS CONECTADO E EXIGENTE
Os consumidores estão mais conectados, mais bem informados e mais exigentes do que nunca. Com isso, a combinação de fatores como a "abundância de opções", a "queda da lealdade", a "rapidez da adoção de novas soluções" e a "mudança nos níveis de expectativas" cria um ambiente competitivo que muda o tempo todo, em alta velocidade.

Por isso, uma das conclusões da Interbrand, organizadora da lista, é que não se deve fixar o olhar apenas nos estudos realizados nos laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento das empresas. É preciso acompanhar as discussões, buscas, hábitos e demandas das pessoas.


MUDANÇAS EMBLEMÁTICAS
O estudo da Interbrand destaca que se as melhorias incrementais em serviços e produtos foram importantes nas últimas décadas. Mas no mundo de hoje, disruptivo, elas já não são suficientes. O economista Clovis Travassos, sócio da Prosa Press destaca que "temos visto empresas focadas em fazer verdadeiras revoluções em mercados e indústrias. Exemplos tais como Uber x Táxi, Netflix x TV tradicional, Spotify x álbuns físicos, etc. que resultaram em maneiras completamente diferentes de consumir certos serviços ou produtos. Tudo isso criou novas referências e expectativas por parte dos consumidores".


DESTAQUES DE 2019
As 100 marcas mais valiosas do mundo, juntas, valem $2,1 trilhões de dólares.
A lista global é liderada pela Apple ($234 milhões) e seguida por Google, Amazon e Microsoft.

A versão brasileira do estudo mostra que as nossas 25 marcas mais valiosas, juntas, valem R$129 bilhões, valor 8% maior do que no ano anterior. O Itaú (R$33,5 bilhões) lidera a lista seguido por Bradesco e Skol. Além da lista completa , o estudo elenca os principais atributos internos e externos que devem ser observados pelos gestores de marcas.



Website: http://www.prosapress.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »