14/11/2019 às 12h57min - Atualizada em 14/11/2019 às 13h33min

Azion anuncia PoP de Edge Computing no continente africano

Ampliando sua presença global, a Azion, plataforma de Edge Computing que permite construir e executar aplicações serverless no Edge da rede, mais próximo a usuários e devices, acaba de operacionalizar um novo PoP (Point of Presence) em Luanda, capital de Angola. Em parceria com a empresa de data center Multipla e a IPWorld ISP (Internet Service Provider), o novo PoP garante uma melhor performance na conexão de usuários e devices do continente africano.

Este novo PoP assegura aos provedores locais a conexão de usuários e devices com baixa latência, ampliando a performance e disponibilidade de aplicações web e habilitando centenas de casos de uso inovadores como VR/AR, 5G, Edge AI para reconhecimento facial e muitos outros.

Segundo José Assis, CEO da Multipla e IPWorld, a descentralização de conteúdos em Angola é necessária, não só do ponto de vista de resiliência, mas também de redundância. Antes, o continente era servido pelo PoP da Azion, na França. Com a nova configuração, a África passa a contar com uma rede descentralizada, a partir de Angola, tornando o acesso às informações mais rápido, seguro e confiável.

Como parceiras oficiais de serviços da Azion, a Multipla e a IPWorld ISP poderão disponibilizar ao mercado local várias ofertas - de aceleração de aplicações web a segurança, que combina várias medidas de segurança contra ameaças de diferentes tipos e origens.

A plataforma de Edge Computing da Azion se baseia no conceito serverless. Isso significa que as equipes gastarão menos tempo gerenciando a infraestrutura e terão mais tempo para desenvolver e fornecer aplicações, o que pode reduzir custos em até 90%, dependendo do projeto.

“A baixa latência e o conjunto de funcionalidades de edge computing local são essenciais para o sucesso de empresas em todo o mundo, e permitirão uma nova fase de transformação digital. Com a nossa parceria com a Multipla e IPWorld, podemos expandir nossas Edge Applications para atender as demandas de vários segmentos de negócios no continente africano”, destaca Rafael Umann, CEO da Azion.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »