07/10/2019 às 16h25min - Atualizada em 07/10/2019 às 16h33min

O processo de escolha do consumidor de vinhos no Brasil

O mercado de vinhos no Brasil se apresenta muito positivo. O estudo realizado pelo IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho) e Corporacion Vitinicola Argentina apresentam dados do perfil dos consumidores de vinho no Brasil e o processo de escolha dos consumidores em mercado nacional.

DINO
https://adegavinhos.com.br

O consumo no país tem leve crescimento devido a ampla variedade de vinhos disponíveis no mercado, esse leve crescimento tem alguns fatores que são os seus aliados: campanhas de divulgação de produtos nacionais e a maior divulgação dos benefícios do vinho à saúde. Esses fatores despertou nos consumidores o desejo de degustar novos produtos, principalmente produtos estrangeiros que anteriormente eram pouco acessíveis para a população em geral.

A dificuldade ao acesso anteriormente, agora com preços concorrendo diretamente com o preço de produtos nacionais, o vinho estrangeiro se tornou a primeira opção do brasileiro no momento de escolher o vinho.

Entre os canais de venda pesquisados, que comercializam algum tipo de vinho, o cenário se mostra da seguinte forma: vinhos nacionais correspondem 41% das vendas, deixando mais de 50% das vendas a cargo dos importados. Basicamente duas nacionalidades predominam no mercado de importado: os chilenos com 24%, e os argentinos que correspondem a 20% das vendas. São encontradas também outras nacionalidades nessa pesquisa, vinhos italianos, vinho espanhol, vinho português e da África do Sul, que correspondem a 15% do volume de vendas.

Avaliar os volumes de vinhos comercializados de cada nacionalidade faz com que seja possível identificar características  específicas de cada tipo de estabelecimento. Vinhos nacionais são preferência no varejo, e estão em concorrência acirrada com os chilenos nos canais de Horeca.

No varejo, o vinho nacional assume uma liderança consolidada atinge 68% das vendas frente aos importados.  Em lojas especializadas, os nacionais aparecem com destaque representando 35% das vendas.

A maturidade do canal de venda é outro fator que distingue quanto ao montante de vinho comercializado. Canais mais novos (imaturos) apresentam predominância na comercialização de vinhos nacionais, de modo que, à medida que vai se aproximando da maturidade o percentual de vendas de vinhos nacionais cai vertiginosamente e os importados passam a ser os mais vendidos, o vinho chileno é a preferência nos canais maduros.

Fonte: Ibravin

Colaboração: Vinho Branco, Vinho Rose e Vinho Tinto



Website: https://adegavinhos.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »