25/09/2019 às 18h57min - Atualizada em 01/10/2019 às 10h18min

Dia Nacional do Trânsito - celular e direção não combinam adverte a Dirigindo Bem

Embora os acidentes automobilísticos ocorram todos os dias e por várias razões, manusear o celular para checar as redes sociais, enviar mensagens de texto ou falar no telefone enquanto dirige parece estar no topo da lista. Motoristas, jovens e adultos, estão tendo problemas para manter o foco na direção. Portanto, a Dirigindo Bem alerta que usar o celular enquanto se dirige tem contribuído para aumentar as estatísticas de acidentes, pois este mau hábito criou uma nova situação de “insegurança ao volante em qualquer velocidade”.

Segundo a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (ABRAMET) acontece cerca de 150 óbitos por dia no país e quase 54 mil por ano provocados pela utilização indevida do aparelho na hora de dirigir, sendo a terceira causa de mortes no Brasil. O uso do telefone celular diminui a capacidade do motorista de ouvir o que está acontecendo ao seu redor, como sirenes ou buzinas de carros e tira a atenção das vias. Porém, para alguns motoristas, ficar longe do aparelho enquanto dirige pode ser difícil, pois ao ouvirem o menor toque, é provável que se distraiam instantaneamente e alcancem o celular, tirando os olhos da estrada. Quem tem essa dificuldade, em comemoração ao dia 25 de setembro, Dia Nacional do Trânsito, pode seguir as sugestões da Dirigindo Bem abaixo e ajudar a diminuir essa terrível estatística do trânsito brasileiro:

- Se estiver tentado a pegar o telefone ao ouvi-lo tocar ou vibrar, reprima esse desejo, silenciando completamente o aparelho, inclusive a vibração;

- Mantenha o telefone fora da vista e alcance. Para alguns, eliminar o volume e vibração pode não ser suficiente. Eles ainda podem querer pegar o telefone “apenas no caso” de alguém ter mandado uma mensagem. Manter o telefone fora do alcance e fora da vista pode corrigir esse problema. Uma sugestão é colocar o aparelho na bolsa, mochila ou maleta executiva e guardar no banco de trás do carro ou até mesmo no porta-malas;

- Se precisar fazer alguma ligação urgente, for imprescindível atender o telefone ou enviar uma mensagem, saia da via;

- Como os pais dão o exemplo, eduque as crianças desde cedo. Ao entrar no carro antes de dar a partida guarde o celular e explique a importância deste ato;

- Se não tiver jeito e precisar usar o aparelho como guia, coloque-o num suporte e programe o percurso antes de sair, ainda com o carro parado.

Os motoristas que seguram o celular e o volante ao mesmo tempo ou que falam no viva voz não assimilam todos os acontecimentos em seu ambiente de direção, ocasionado “cegueira por desatenção” e pode levar os motoristas a não reagirem no tempo correto em determinadas situações, como desviar de um pedestre, buracos na via, etc. Atualmente, além de mensagens de texto, há coisas comuns que as pessoas tendem a fazer durante a condução que representam ameaças, como mexer nas mídias sociais, tirar fotos, mexer no GPS com o veículo em movimento ou procurar músicas.

Sérgio Santos, Diretor da Dirigindo Bem, comenta que a franquia faz um treinamento com aulas teóricas e práticas, fornecendo informações valiosas e dicas sobre como evitar práticas inseguras ao volante. E em seus 20 anos de atuação já contribuiu para que mais de 150 mil alunos voltassem a dirigir com mais habilidade e segurança.

O Diretor ressalta que muitos motoristas continuam a usar telefones mesmo quando estão cientes do risco de acidente. “Quem já foi vítima de um acidente causado por um motorista distraído por usar o telefone sabe como é frustrante saber que o acidente poderia ter sido evitado. Esses tipos de acidentes resultam em lesões físicas, trauma mental, danos ao veículo, encargos financeiros ou ainda pior, a morte. As pessoas devem compreender a seriedade da condução distraída e permanecerem alertas quando estiverem ao volante”, finaliza Sérgio.

Mais informações através da Central de atendimento Dirigindo Bem no telefone 0800 002 0221 ou pelo site www.dirigindobem.com.br.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »