02/07/2019 às 14h33min - Atualizada em 08/07/2019 às 17h24min

Ozonioterapia, pode revolucionar o mercado da estética brasileira. Descubra como!

Desenvolvida na Alemanha, no século XIX, a Ozonioterapia começou a ser utilizada rotineiramente na Primeira Guerra Mundial. Hoje, a terapia com ozônio já é reconhecida em mais de 50 países, como um tratamento curativo – estudos demonstram a eficácia da Ozonioterapia no tratamento de doenças – e também tem se mostrado muito eficaz nos tratamentos estéticos.
A Ozonioterapia é um tratamento que utiliza a mistura de dois gases: oxigênio (95%) e ozônio (5%). Essa mistura é feita a partir de um gerador de ozônio medicinal, capaz de gerar uma descarga elétrica de cerca de 15.000 volts e aplicá-la no oxigênio puro medicinal (composto por 2 átomos), dissociando-se e fazendo surgir o ozônio medicinal (composto por uma molécula de oxigênio unida a 1 átomo do mesmo gás).
Portanto, nesta publicação, vamos mostrar para você,
. Continue lendo!
Como a Ozonioterapia age no nosso organismo?
A primeira coisa que você precisa saber é como esse tratamento irá agir no organismo do seu paciente, e como ele pode se beneficiar com esse procedimento.
O tratamento se baseia na mistura dessa substância gasosa, oxigênio e ozônio, aplicada no organismo do paciente. Em 2002, pesquisadores americanos, publicaram na Science – conceituada revista científica – um artigo comprovando que o nosso organismo produz o ozônio no processo de ativação de anticorpos.
Portanto o ozônio é uma biomolécula, ou seja, o tratamento não oferece riscos ao paciente. É impossível ter alergia ao ozônio. O gás também é considerado um poderoso agente oxidante, característica responsável pelos efeitos microbicidas contra bactérias, vírus e fungos.
Veja abaixo uma lista dos Mecanismo de ação da Ozonioterapia no organismo:
• Modula o sistema imunológico;
• Melhora a drenagem linfática;
• Efeito lipolítico (quebra de gorduras);
• Libera fatores de crescimento (regeneração);
• Efeito germicida (bactericida e fungicida);
• Regula o metabolismo e as funções hepáticas, renal e tireoidiana;
• Estimula a síntese de enzimas antioxidantes intracelulares;
• Otimiza a liberação de ozônio nos tecidos;
• Modula a cascata inflamatória (citocinas);
• Libera óxido nítrico (vasodilatação).
A ozonioterapia pode ser utilizada para quais disfunções estéticas?
A Ozonioterapia pode ser utilizada na estética, facial, corporal e capilar. Veja abaixo uma lista de protocolos onde a terapia pode ser utilizada:
• Protocolos para fibroedemageloide (celulite);
• Protocolos para gordura localizada;
• Protocolos para tratamento de acnes e hipercromias;
• Protocolos de rejuvenescimento facial;
• Protocolos para o tratamento da flacidez dérmica;
• Protocolos para estrias;
• Protocolos para queda capilar e calvície;
• Protocolos para papada;
• Entre outros.
Fórmulas de aplicação e materiais para a prática de Ozonioterapia
O ozônio medicinal é aplicado por diversas vias de aplicação, a depender da indicação do profissional. As formas mais comuns de realizar a Ozonioterapia na estética são por meio de uso tópico: com água ozonizada, óleo ozonizado e bolsa plástica, e uso local: com injeções subcutâneas, articulares e musculares (forma mais praticada pelos profissionais).
solicite uma avaliação na Doutor Cuidados. (11) 97710-6298
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »