19/12/2018 às 16h41min - Atualizada em 16/01/2019 às 13h22min

Polícia recomenda discrição para evitar furtos nas compras de Natal

A temporada de Natal movimentará R$ 34,5 bilhões na economia, segundo a  Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), um avanço de 2,8% em relação ao ano passado. Com mais compras, no entanto, surgem as preocupações com a segurança dos transeuntes e comerciantes. Nesse período, a incidência de furtos e roubos é maior. Para diminuir esses casos, a Polícia Civil de São Paulo faz algumas recomendações.

Centros populares de comércio em São Paulo, como o Brás e a Rua 25 de março, são ambientes propícios para a ação de bandidos. Nesses locais, há concentração de um grande número de pessoas, o que facilita a realização de furtos. A Polícia Civil recomenda se organizar em grupos para fazer as compras de final de ano. Outras dicas são guardar o celular, proteger bolsas e relógios e evitar utilizar joias, como anel, colar e corrente de ouro.

Se for manusear bolsas e carteiras, o faça em um lugar seguro. Os objetos pessoais, por sua vez, sempre devem ser carregados juntos ao corpo. Se for levar uma mochila, mantenha-a na parte da frente do corpo, e não nas costas. No caso dos comerciantes, a dica é ir além das câmeras de segurança. O estabelecimento pode ter vigilância humana e segurança física para proporcionar um ambiente mais seguro aos clientes. Além disso, é importante depositar o dinheiro, para não manter grandes somas no local.

Só em 2017, a reportagem da TV Globo flagrou 30 furtos em apenas quatro dias na região do Brás. Um dos grupos mais conhecidos é a “gangue da correntinha”. Eles puxam a corrente das pessoas e saem, muitas vezes para vender o produto furtado logo em seguida. A SSP (Secretaria da Segurança Pública) afirmou à Folha de S.Paulo  que policiais do 12º DP (Pari) prenderam um homem de 23 anos e apreenderam um menor de 17 anos, suspeito de praticar crimes no Brás em novembro. Na região da 25 de março, a Polícia Civil prendeu sete suspeitos, e a Polícia Militar outros 27 no mês passado.

Mas não é só na cidade de São Paulo que há uma incidência maior de furtos e roubos no final do ano. Em Brasília, por exemplo, o efetivo da Polícia Militar foi intensificado nas ruas, contando com a atuação de mais 700 PMs nas ruas de dezembro de 2017 a oito de janeiro deste ano. Por isso, caso faça compras de Natal nos próximos dias, redobre a atenção, principalmente em locais públicos e com aglomeração de pessoas.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »