21/09/2018 às 13h30min - Atualizada em 26/09/2018 às 15h45min

Saiba como um teste vocacional ajuda na escolha de uma carreira

           O processo de escolha de uma determinada profissão pode ser muito difícil para os estudantes que estão no final do Ensino Médio. Insegurança e falta de conhecimento permeiam essa etapa da vida, além da pressão da escola, dos amigos e dos familiares. Para ajudar os adolescentes, foram desenvolvidas algumas técnicas para a orientação profissional.

           Uma delas é o teste vocacional. Um dos significados da palavra vocação é tendência ou inclinação para algo. Portanto, está relacionado com a nossa propensão em realizar uma determinada tarefa ou atividade. Nesse raciocínio, pode-se dizer que o teste vocacional se refere ao processo de avaliação das aptidões, habilidades e preferências que cada um tem para atuar em uma área profissional.

           Essa avaliação foi concebida para auxiliar os estudantes na tomada de decisão, bem como ajudá-los a ter maior autoconhecimento sobre suas potencialidades. Faz parte da orientação profissional um conjunto de técnicas mais amplo, no qual os psicólogos utilizam vários instrumentos de avaliação, como entrevistas individuais e coletivas, questionários e testes.

           A partir dos dados coletados, os psicólogos e profissionais envolvidos na orientação profissional conseguem traçar um perfil de um estudante e instruí-lo a tomar uma decisão de carreira. Além de fornecer mais informações sobre o comportamento do indivíduo e seu perfil, os testes vocacionais podem oferecer um novo mundo de possibilidades para o adolescente, até mesmo dentro da própria carreira escolhida.

           Todo esse repertório será útil para que o estudante possa ir em busca de novas informações e tomar suas próprias decisões. O teste vocacional nunca é um fim, e sim um meio para a escolha profissional. Por esse motivo, nem mesmo o psicólogo pode dizer qual caminho o estudante deve seguir. Essa decisão só cabe única e exclusivamente a ele.

 

Como funciona

 

           O funcionamento do teste vocacional tem como objetivo oferecer ferramentas para o estudante se conhecer melhor. Motivações, valores e expectativas podem ser detectados por meio do teste vocacional. Cada psicólogo aplica uma logística para o teste. A complexidade, portanto, depende da quantidade de instrumentos utilizados.

           De modo geral, são aplicados um ou dois instrumentos de avaliação. A partir daí, o psicólogo oferece um laudo com as características de perfil do candidato, bem como as indicações profissionais compatíveis. Avaliações mais extensas são mais proveitosas por oferecerem não só as habilidades do avaliado e a compatibilidade com as carreiras, como também personalidade, contexto de vida, referências e influências.

           Essa metodologia envolve a aplicação de inúmeros testes, além de uma conversa prévia com o estudante, para que ele possa tirar dúvidas e para que o psicólogo possa orientá-lo durante o processo. Assim, ocorrem diversos encontros antes do laudo final, e cada etapa da orientação profissional acontece de forma espaçada e organizada.

           A orientação profissional também pode envolver a pesquisa por universidades e por cada grade curricular, para que o estudante escolha aquela que mais lhe agrada. Nessa etapa, o adolescente pode optar por graduações que tenham focos distintos, apesar de se tratarem do mesmo curso. Pode ser que ele escolha, por exemplo, um curso de administração com ênfase em comércio exterior em vez de um curso de graduação de administração com ênfase na criação de novos negócios.

           O contato com o mercado de trabalho também é muito importante. Algumas orientações profissionais também incluem essa como uma das etapas de avaliação. Nesse período, o estudante tem a oportunidade de conversar com quem já trabalha na área de atuação que ele quer seguir. A partir desse contato, ele pode descobrir quais são as tarefas e atividades diárias que o profissional deve seguir. Muitas vezes, a rotina é diferente do que expressado na teoria. Com isso, é possível se livrar de possíveis ilusões com uma determinada carreira.

           Dessa forma, o teste vocacional e a orientação profissional são importantes instrumentos não só para o estudante, mas para toda a sociedade. É possível diminuir o número de pessoas que fazem escolhas equivocadas de carreira e que mudam de curso posteriormente. Apesar disso, é importante dizer que o teste pode falhar. É perfeitamente possível errar na escolha da carreira, mesmo com todos esses cuidados. Com o avanço tecnológico, milhares de profissões deixarão de existir e novas irão surgir. Portanto, é importante que o adolescente saiba que nenhuma escolha é para sempre e irreversível.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »