20/06/2024 às 17h39min - Atualizada em 20/06/2024 às 22h03min

Sessão solene dos 35 anos do “.br” é homenagem à história da Internet no Brasil

Realizada no plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados, sessão especial destacou relevância do trabalho do CGI.br e NIC.br no âmbito internacional

MILENA OLIVEIRA
Weber Shandwick
Créditos: Roberto Rodrigues
A Câmara dos Deputados realizou na manhã dessa quarta-feira, dia 19 de junho, uma sessão solene em homenagem aos 35 anos do “.br”, completados no último dia 18 de abril. Proposta e presidida pelo deputado federal Orlando Silva (PCdoB), a sessão especial reuniu pioneiros da Internet no país, entre eles, o diretor-presidente do NIC.br, Demi Getschko, o secretário executivo do CGI.br, Hartmut Glaser, o cientista de redes, Michael Stanton e o diretor executivo do Instituto Nupef, Carlos Afonso.

Também  contou com a participação da coordenadora do CGI.br, Renata Mielli, do diretor de serviços e tecnologia do NIC.br, Frederico Neves, do diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Propriedade Intelectual do Ministério das Relações Exteriores, o embaixador Luciano Mazza, do Secretário da Secretaria de Políticas Digitais da Secretaria de Comunicação Social (SECOM), João Brant, de um dos representantes da Comunidade Científica e Tecnológica no CGI.br, conselheiro Marcelo Fornazin, do diretor-presidente da ANPD, Waldemar Gonçalves Ortunho Júnior, e do representante da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI), Wilson Jabur.

O deputado federal Orlando Silva explicou que as sessões solenes reconhecem personalidades ou instituições que contribuem para o desenvolvimento nacional. "Nos momentos em que tive oportunidade de andar pelo mundo, o que mais me encheu de orgulho no debate sobre a agenda digital, era a referência internacional do NIC.br, do CGI.br e do Marco Civil da Internet. Essa sessão solene é um agradecimento a todos aqueles que, ao longo dos 35 anos, colocaram de pé essa edificação que é o CGI.br, que é o NIC.br, e consolidaram o '.br' como marca, uma referência de segurança e confiança, que faz o Brasil ser um país respeitado nos debates globais", afirmou.

Ao fazer uma retrospectiva histórica, Demi Getschko lembrou que a Internet não possui um centro de controle, e desde o seu surgimento tem por característica ser uma rede libertária, um atributo que deve ser preservado. O discurso também pontuou iniciativas realizadas pelo NIC.br em benefício do desenvolvimento da Internet no país, o que são motivos de elogios internacionalmente. “Rapidamente tivemos superávit operando o registro do ‘.br’, o que nos permitiu desenvolver atividades como os Pontos de Troca de Tráfego (PTT) – temos o maior PTT do mundo atualmente em SP –, produzir estatísticas sobre a Internet, trabalhar sobre protocolos da web e um leque de ações que são possíveis porque recolhemos o recurso do registro e o devolvemos à Internet no Brasil”, afirmou Demi.

A atuação do Comitê Gestor foi destacada pelo secretário executivo, Hartmut Glaser, e a coordenadora Renata Mielli. "O CGI.br concentra seus esforços em marcos muito importantes, a partir de um modelo de governança multissetorial, participamos ativamente na elaboração do Marco Civil da Internet, de aspectos regulatórios envolvendo a proteção à privacidade e aos dados pessoais, liderando pesquisas e monitorando o acesso e uso da Internet, da inclusão digital, da realização de conferências e eventos de porte nacional e internacional ", pontuou Hartmut Glaser.

Renata Mielli, por sua vez, reforçou o envolvimento do Comitê Gestor em temas atuais, como a regulação de plataformas digitais e o impacto da inteligência artificial na Internet, enaltecendo a sessão solene enquanto um reconhecimento do trabalho realizado. “Considero muito importante fazermos esse registro histórico dos 35 anos do .br, e tenho muito orgulho de dizer que somos a principal referência das discussões sobre Internet no Brasil. Espero continuarmos desenvolvendo esse ambiente com diversidade, de forma multissetorial, para que a Internet seja um instrumento para promoção de direitos e de inclusão social no nosso país.”

Frederico Neves, diretor de serviços e de tecnologia do NIC.br, lembrou que o Brasil é o segundo colocado em número de sistemas autônomos no mundo, atrás apenas dos EUA, e que contabiliza mais de 5,3 milhões de domínios ‘.br’ registrados. “Isso não acontece com IA, mas com a participação de mais de 300 profissionais (engenheiros, cientistas e profissionais de todas as áreas do conhecimento), para prestar um serviço de boa qualidade e um preço extremamente competitivo. O ‘.br’ é o 6° maior domínio de código de país do mundo e isso é motivo de orgulho para todos do NIC.br”, completou.

Entre as autoridades e lideranças que receberam a palavra para homenagear os 35 anos do “.br”, João Brant enfatizou o papel daqueles que compunham a mesa – os precursores da Internet no Brasil. “A história que estamos contando aqui é a história de pessoas de espírito público elevadíssimo, que optaram por colocar o interesse público à frente dos interesses privados. Talvez essa seja uma das lições que a gente deva trazer nesse processo de necessário repensar: entender como podemos manter esse legado a partir de seus fundamentos”, concluiu.

Para rever a sessão solene, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=_gmn4MKha9g

Esta é a segunda homenagem realizada na Câmara dos Deputados em razão dos 35 anos do “.br”. Uma exposição, realizada no último mês de abril no Espaço Mário Covas, já havia celebrado o aniversário do domínio. Assista ao vídeo com principais momentos dessa exposição: https://youtu.be/sh9a4HuQJtc?si=FLOGFM7F8s3Ago7o. Saiba mais sobre os benefícios e história do domínio .br: https://nic.br/noticia/releases/nic-br-celebra-35-anos-do-br-um-dos-dominios-mais-populares-do-mundo/

Registro.br
O Registro.br é o departamento do NIC.br responsável pelas atividades de registro e manutenção dos nomes de domínios que usam o .br. Executa ainda o serviço de distribuição de endereços IPv4 e IPv6 e de números de Sistemas Autônomos (ASN) no País. No 1° semestre de 2024, já contava com mais de 5,3 milhões de domínios .br registrados. Para o LACNIC - Registro de Endereços Internet para a América Latina e Caribe, o Registro.br oferece os serviços de engenharia e hospedagem. Mais informações em https://registro.br/.


Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (https://nic.br/) é uma entidade civil de direito privado e sem fins de lucro, encarregada da operação do domínio .br, bem como da distribuição de números IP e do registro de Sistemas Autônomos no País. O NIC.br implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br desde 2005, e todos os recursos arrecadados provêm de suas atividades que são de natureza eminentemente privada. Conduz ações e projetos que trazem benefícios à infraestrutura da Internet no Brasil. Do NIC.br fazem parte:  Registro.br (https://registro.br/), CERT.br (https://cert.br/), Ceptro.br (https://ceptro.br/), Cetic.br (https://cetic.br/), IX.br (https://ix.br/) e Ceweb.br (https://ceweb.br/), além de projetos como Internetsegura.br (https://internetsegura.br/) e Portal de Boas Práticas para Internet no Brasil (https://bcp.nic.br/). Abriga ainda o escritório do W3C Chapter São Paulo (https://w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (https://cgi.br/resolucoes/documento/2009/003). Mais informações em https://cgi.br/.
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
MILENA OLIVEIRA CRUZ
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp