20/06/2024 às 18h41min - Atualizada em 20/06/2024 às 22h01min

Ataque à educação e à autonomia: pastor tenta diminuir o valor de mulheres com ensino superior

“Se a faculdade vai acabar com a vida do seu(a) filho (a), não o (a) mande para faculdade. Você criou sua filha para ser ‘vagabunda’ ou para ser uma mulher santa, de família, de Deus?” Essas foram algumas das palavras do Pastor André Valadão, em um vídeo que tem causado grande polêmica nas redes sociais

Chris Coelho Comunicação e Assessoria de Imprensa
Divulgação
Depois da divulgação do vídeo de uma pregação do Pastor André Valadão, um dos líderes da Igreja Batista Lagoinha, com discurso desqualificando mulheres que frequentam o ensino universitário, muitas pessoas estão comentando nas redes sociais sobre a fala retrógrada do líder religioso e as consequências para a vida de muitas mulheres. Para a psicóloga Bárbara Couto, esse tipo de discurso vindo de um líder religioso influente, com muitos fiéis, é extremamente prejudicial, já que líderes religiosos, assim, como pais, avós exercem papel de autoridade na vida das pessoas. “Essas palavras acabam sendo determinantes na formação de valores e de escolhas da vida de muitas pessoas. A fala dele sugere que mulheres que buscam independência financeira, pessoal, através da educação, estão sujeitas a serem vistas como moralmente inferiores e desvalorizadas. A gente precisa entender que impedir a educação superior é impedir um crescimento pessoal, intelectual e financeiro também”, explica Bárbara.
Educação é ferramenta de empoderamento e combate às relações abusivas
Bárbara Couto destaca que a educação superior é uma ferramenta fundamental para a construção da autoestima da mulher e para sua emancipação. "A auto estima da mulher é construída por vários fatores e um deles é através do próprio mérito acadêmico e profissional. É também uma ferramenta que possibilita a independência financeira para que saia e não seja mais submissa a relações que machucam", afirma ela, acrescentando que “é exatamente a baixa autoestima e a falta de independência financeira que muitas vezes mantém essas mulheres em relações abusivas.”
A psicóloga também alerta para os perigos do discurso sexista de Valadão, que rotula mulheres que buscam a educação como ‘rodadas’ e ‘vagabundas’. “Quando se vincula a obtenção de um diploma universitário com suposta perda de moralidade e de valor pessoal,  se incentiva que as mulheres sejam julgadas não pelo mérito acadêmico, pelo seu potencial, mas sim como conduta sexual. Falas assim apenas reforçam estereótipos machistas, aumentam a submissão da mulher, as afasta de conhecimentos e informações que podem salvar suas vidas. Com esse julgamento, ele  não está sendo somente cruel, mas também desrespeitoso e desonesto. Quando ele usa esses termos pejorativos, sexistas, esse líder não só denigre as mulheres, mas as torna vulneráveis às relações abusivas", disse Bárbara.
E termina enfatizando que “essa fala sugere que mulheres que buscam independência financeira, pessoal, através da educação, estão sujeitas a serem vistas como moralmente inferiores e desvalorizadas e isso pode encorajar relações abusivas, onde o controle sobre a vida das mulheres é justificado, sob a fachada de proteção, de orientação moral, mantendo essas mulheres presas nessa dinâmica de sofrimento.”
A psicóloga Bárbara Couto
        Bárbara Couto é Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário de Brasília (UNICEUB) e tem Mestrado em Psicologia Clínica e Saúde pela – Universidad Europea del Atlantico (UNIAtlântico), da Espanha.
              Ela também tem Especializações em Terapia Cognitivo Comportamental e Neurociências e  em Comportamento, ambas pela PUC-RS e em Neuropsicologia Clínica, pela Capacitar.
              Bárbara Couto escreveu dois livros, editados pela Drago Editorial, em versões impressa e e-book. O primeiro “Permita-se”, sobre relacionamentos abusivos e libertação emocional. E o segundo “Aceita-se”, sobre tabus e necessidade da autoaceitação para sobreviver em uma sociedade que tem dificuldade em aceitar.
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
CHRISTIANE PEREIRA COELHO
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp