20/06/2024 às 14h41min - Atualizada em 20/06/2024 às 18h01min

A “Geleira do Juízo Final”: um alerta urgente sobre as mudanças climáticas

*Franciele Marilies Estevam

ELIZABETH MATIAS
https://www.uninter.com
Rodrigo Leal/Uninter

A Geleira Thwaites, ou mais conhecida como a “Geleira do juízo final”, localizada na Antartida Ocidental, apresenta um maior risco de derretimento do que era previsto pela ciência, é o que afirma um novo estudo realizado por um grupo de especialistas de universidades dos Estados Unidos e Canadá com apoio da Agência Espacial Norte Americana (Nasa). Os resultados obtidos com a pesquisa revelam um cenário de preocupação global, pois o seu colapso, pode fazer com que o nível do mar suba 60 centímetros, representando uma ameaça para as cidades costeiras em todo o mundo.  

A “Geleira do juízo final” é chamada dessa forma, pois é a mais larga do mundo, apresentando aproximadamente o tamanho do estado de São Paulo, e se caracteriza por sua vulnerabilidade e instabilidade, principalmente devido a sua localização em terra com uma inclinação para baixo, permitindo assim, que as águas oceânicas descongelem a geleira a partir de baixo. Estima-se o derretimento da Thwaites contribua com cerca de 4% do aumento global anual do nível do mar.  

De acordo com os pesquisadores, os dados do estudo foram coletados por meio da missão de satélite finlandês Iceye, entre março e junho de 2023. Essa série temporal contínua permitiu comparar com os ciclos das marés e verificar a intrusão da água do mar na maré alta, e avançando por quilômetros sob a geleira. Esse processo acarreta o derretimento do gelo, porque as águas salgadas que ali chegam são mais quentes e possuem ponto de congelamento inferior ao das águas doces - cuja geleira é composta, tendo em vista que são formadas por acúmulo de neve em milhares de anos. Essa disparidade provoca o derretimento da geleira e consequentemente, o aumento do nível do mar.  

Este fenômeno está associado as correntes marítimas mais quentes, resultado dos efeitos das mudanças climáticas nos ventos e no aquecimento das águas oceânicas. Sendo uma das consequências mais notável e alarmante do aquecimento global.  

A preocupação vai além da geleira, pois a posição dela no manto de gelo da Antártida, exerce um papel de contenção, e caso a instabilidade dela continue aumentar e seu colapso se tornar irreversível, poderia desencadear o derretimento de todo o setor ocidental da calota de gelo da Antártida. De acordo com pesquisas, isso elevaria o nível do mar global em três metros. E ocasionaria consequências diretas nas regiões costeiras do mundo todo, devido a uma série de impactos social, ambiental e econômico.  

A pesquisa aqui mencionada, e os resultados obtidos, nos levam a uma reflexão a respeito da necessidade de ações urgentes em relação ao aquecimento global. Pois, o aumento das emissões de gases do efeito estufa está intensificando os processos que levam ao derretimento do gelo e à elevação do nível do mar. Isso coloca em risco não apenas as regiões costeiras, mas também os ecossistemas marinhos e a estabilidade climática global. Precisamos urgentemente implementar ações eficazes para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, promover a adaptação às mudanças inevitáveis e proteger os ecossistemas vulneráveis.  

*Franciele Marilies Estevam é Bacharel e Licenciada em Geografia, Bacharel em Turismo, mestranda em Geografia, especialista em Gestão de Projetos e professora dos cursos de Geografia do Centro Universitário Internacional UNINTER. 


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
ELIZABETH AUGUSTA CARVALHO MATIAS
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp