18/06/2024 às 16h44min - Atualizada em 18/06/2024 às 18h01min

GSK lança websérie “Precisamos Falar do VSR” em parceria com a Globo

Apresentado por Edson Celulari e Zezé Motta, o videocast traz informações sobre o Vírus Sincicial Respiratório e os riscos para a população 60+

CAMILA CURVELO
www.gsk.com.br
Divulgação GSK
 

 

O Vírus Sincicial Respiratório (VSR) ainda é uma doença pouco conhecida e subdiagnosticada em adultos no Brasil, mas que pode trazer riscos para a população com 60 anos ou mais, principalmente, em pessoas com condições crônicas de saúde.1,4,7,8 Para reverter esse quadro, a GSK, em parceria com a Globo, lança a websérie “Precisamos Falar do VSR”

No videocast, os atores Edson Celulari e Zezé Motta conversam com a infectologista Tânia Vergara (CRM 285058/RJ) sobre as formas de contágio da doença, seus sintomas e principais formas de prevenção para tirar todas as dúvidas do público. Os quatro episódios da websérie, com duração entre 3 e 5 minutos, são publicados no portal de notícias g1, no endereço https://g1.globo.com/especial-publicitario/gsk-vsr/. Também são reverberados nas redes sociais da TV Globo em colaboração com a GSK e em inserções durante os intervalos da programação, além de ações de conteúdo nos programas de entretenimento e na dramaturgia. A estreia aconteceu no dia 28 de maio com o tema “O que é o Vírus Sincicial Respiratório”.

“A GSK é uma incentivadora do envelhecimento saudável e este projeto tem o objetivo de conscientizar a população sobre um vírus muito conhecido na pediatria, mas que pode trazer consequências graves, como a pneumonia, para as pessoas adultas e idosas, principalmente para as que possuem comorbidades. A websérie traz informações claras e didáticas sobre os riscos do Vírus Sincicial Respiratório (VSR) e sobre as principais formas de prevenção”, comenta Rodrigo Favoni, Head de Vacinas e HIV da GSK Brasil.

Com sintomas como tosse, coriza e febre, o VSR costuma ser confundido com resfriado ou associado a bebês e crianças, já que é um dos principais causadores da bronquiolite. Porém, o contágio em adultos 60+ também pode ser especialmente perigoso, levando a infecções nas vias respiratórias e complicações graves como a pneumonia. O VSR é um vírus altamente contagioso e circula durante o ano inteiro, mas pode ter uma circulação mais intensa nas estações mais frias do ano, como no outono e inverno, onde as taxas de infecção tendem a aumentar.1-6,9

“As pessoas mais idosas têm o risco de evoluir de forma mais grave. Quando a gente fica mais velho, já tem a imunidade mais baixa devido a imunossenescência. O sistema imune envelhece. Mas, além disso, a gente também é vítima de outras doenças que normalmente não acometem os mais jovens, como diabetes, doenças pulmonares, doenças cardíacas”, explica a dra. Tânia Vergara, que complementa: “O VSR ainda é um vírus pouco conhecido no nosso país porque o sistema de notificação não é obrigatório, as pessoas não sabem como diagnosticar, mas a gente precisa saber. Se você tiver algum sintoma respiratório, procure assistência médica”.

Os episódios da websérie “Precisamos Falar do VSR” são “O que é o Vírus Sincicial Respiratório”, no ar em 31/05, “As complicações do VSR em pessoas 60+”, no ar em 07/06, “Contágio e prevenção do VSR”, no ar em 14/06, e “Consequências e impacto do VSR em pessoas 60+”, no ar em 21/06.

 

Serviço:

Websérie Precisamos Falar do VSR

Link: https://g1.globo.com/especial-publicitario/gsk-vsr/ 

Episódios:

  • O que é o Vírus Sincicial Respiratório - 28/05
  • As complicações do VSR em pessoas 60+ - 04/06
  • Contágio e prevenção do VSR - 11/06
  • Consequências e impacto do VSR em pessoas 60+ - 18/06

 

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.

NP-BR-RSA-PRSR-240003

 

Sobre a GSK

A GSK é uma biofarmacêutica multinacional, presente em mais de 75 países, que tem como propósito unir ciência, tecnologia e talento para vencer as doenças e impactar a saúde global. A companhia pesquisa, desenvolve e fabrica vacinas e medicamentos especializados nas áreas de Doenças Infecciosas, HIV, Oncologia e Imunologia/Respiratória. No Brasil, a GSK é líder nas áreas de HIV e Respiratória e uma das empresas líderes em Vacinas. Para mais informações, visite GSK.

 

Referências:

  1. NATIONAL FOUNDATION FOR INFECTIOUS DISEASES. Respiratory syncytial virus in older adults: a hidden annual epidemic. Disponível em: <link>. Acesso em: 12 de março 2024.
  2. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Respiratory Syncytial Virus Infection (RSV). RSV transmission. Disponível em: <link>. Acesso em: 12 de março 2024.
  3. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Respiratory Syncytial Virus Infection (RSV) Symptoms and Care. Disponível em: <link> Acesso em: 19 de abril de 2024.
  4. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Respiratory Syncytial Virus Infection (RSV). RSV in older adults and adults with chronic medical conditions. Disponível em: <link>. Acesso em: 19 de abril de 2024.
  5. WALSH, Edward E. Respiratory syncytial virus infection: an illness for all ages. Clinics in chest medicine, v. 38, n. 1, p. 29-36, 2017.
  6. Aljabali, A. A., Obeid, M. A., El-Tanani, M., & Tambuwala, M. M. (2023). Respiratory syncytial virus: an overview. Future Virology, 18(9), 595-609.
  7. NFID Urges Action to Reduce Burden of Respiratory Syncytial Virus (RSV). National Foundation for Infectious Diseases. link
  8. Branche AR, Saiman L, Walsh EE, et al. Incidence of respiratory syncytial virus infection among hospitalized adults, 2017–2020. ClinInfect Dis. 2022;74(6):1004-1011. doi:10.1093/cid/ciab595
  9. SOCIEDADE BRASILEIRA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA. Nota técnica. Vírus sincicial respiratório em adultos no Brasil. Disponível em: <link> Acesso em 02 Fev. 2024

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
Camila dos Santos Curvelo
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp