18/06/2024 às 13h31min - Atualizada em 18/06/2024 às 18h01min

Distúrbios de aprendizagem

Conhecer, perceber, enfrentar

Vérité Comunicação
SPSP
SPSP
Junho Púrpura – Distúrbios de aprendizagem
A campanha Junho Púrpura – Distúrbios de aprendizagem: conhecer, perceber, enfrentar, promovida pela Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), tem como objetivos principais auxiliar os pediatras a identificar e orientar os pais sobre os distúrbios de aprendizagem em crianças e adolescentes, bem como levar informações sobre o tema às famílias, educadores e demais profissionais que atuam com a faixa etária pediátrica.
Segundo Renata Di Francesco, presidente do Núcleo de Estudos de Desenvolvimento e Aprendizagem da SPSP e coordenadora da campanha Junho Púrpura, a ação visa chamar a atenção dos pediatras para que cuidem não apenas das questões relacionadas à saúde das crianças e adolescentes, mas também para aspectos que possam influenciar negativamente em seu desempenho escolar. “É fundamental também que a população seja esclarecida quanto aos distúrbios de aprendizagem; é importante que os pais levem para os consultórios médicos as queixas escolares de seus filhos que, muitas vezes, ficam restritas apenas ao ambiente escolar”, enfatiza a médica.
Para Claudio Barsanti, coordenador das Campanhas da SPSP, a conscientização dos profissionais de saúde sobre a questão dos distúrbios de aprendizagem é fundamental, pois quanto mais cedo são realizadas as intervenções necessárias para que essas crianças possam ter o diagnóstico e encaminhamentos adequados, melhores são os resultados do tratamento, com ótimas chances de minimizar os efeitos deletérios desses distúrbios. “Lembrando, também, que uma ação multidisciplinar e multiprofissional é crucial na tentativa de corrigir o problema para que não haja um déficit ainda maior no aprendizado destes indivíduos”, observa o pediatra.
Renata explica que as dificuldades de aprendizagem não se referem apenas a um único distúrbio, mas sim a um conjunto de problemas – visuais, auditivos, comportamentais, entre outros – que podem interferir no aprendizado dos alunos. “É essencial, portanto, que familiares, médicos e educadores estejam atentos para quaisquer sintomas ligados a problemas de aprendizagem, para que esses distúrbios sejam detectados o mais precocemente possível e, assim, a criança tenha seu desempenho acadêmico e desenvolvimento minimamente prejudicados”, afirma.
Na opinião de Barsanti, os pediatras precisam estar muito atentos para estas situações: “Sinais como alterações na percepção, escuta, visão, entre outros, devem ser observados, para que, assim, todos os envolvidos, como famílias, cuidadores, professores e demais profissionais de saúde, possam indicar caminhos a serem seguidos e evitar complicações subsequentes para o futuro dessas crianças e adolescentes”, finaliza o especialista.
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
LUCIANA RODRIGUEZ CRISTALINO
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp