22/05/2024 às 11h02min - Atualizada em 22/05/2024 às 20h02min

Unisa realiza estudo com crianças da rede pública de ensino

esquisa avaliou a percepção delas sobre a saúde bucal e bem-estar. Levantamento também analisou o hábito de higiene bucal de meninos e meninas, a partir dos 8 anos de idade, de uma escola Municipal da zona Sul de São Paulo

GENINHA MORAES
Unisa
Divulgação Unisa

Com o objetivo de educar e orientar crianças sobre a importância da saúde da boca, a Universidade Santo Amaro (Unisa)  avaliou os hábitos de higiene bucal de 85 estudantes, a partir dos 8 anos de idade, de uma escola municipal da zona Sul de São Paulo.  A análise, conduzida pelo professor do programa de mestrado e doutorado da Universidade Santo Amaro (Unisa), Caio Vinicius Gonçalves Roman Torres, identificou em muitas delas a presença de cáries, uma condição de saúde séria, que pode levar a outras doenças bucais, causando até mesmo limitações na mastigação, no sorriso e na fala, além de comprometer a sociabilidade da criança.  

Os alunos participantes da pesquisa foram avaliados clinicamente e entrevistados respondendo um questionário que avalia o quanto a saúde bucal pode interferir na qualidade de vida em quatro aspectos: sintomas bucais, limitações funcionais, bem-estar emocional e social. Após essas avaliações as crianças participaram de uma palestra interativa sobre educação em saúde bucal e receberam uma cartilha ilustrativa sobre higiene e um kit de escova e pasta dental com flúor. Após três meses elas refizeram os testes. Análise comparativa trouxe resultados significativos em relação a percepção das crianças sobre sua condição bucal, como sintomas bucais, limitações funcionais e bem-estar emocional. 

Para o professor Caio Roman Torres, a inclusão da saúde bucal nas escolas é necessária e imprescindível. “Apenas em uma tarde com as crianças conseguimos promover mudanças na percepção de saúde bucal. Sem instrução e orientação não é possível realizar prevenção. Programas de saúde bucal que atendam às necessidades de prevenção, bem como necessidades terapêuticas, são essenciais nessa faixa etária”, ressalta. 

Recentemente, o Ministério da Saúde anunciou a inclusão do projeto Saúde Bucal na Escola no Programa Saúde na Escola (PSE), uma iniciativa em parceria com o Ministério da Educação, cujo objetivo é promover ações de prevenção e recuperação da saúde bucal no ambiente escolar, assim como estimular hábitos saudáveis entre crianças, adolescentes e seus familiares.  


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
GENINHA APARECIDA MORAES ROCHA
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp