02/03/2017 às 18h50min - Atualizada em 30/11/-1 às 00h00min

Brocade apresenta o software Ruckus Cloudpath ES 5.1 para garantir a segurança dos dispositivos conectados à Internet das Coisas (IoT)

Dispositivo de leitura de impressões digitais oferece segurança baseada em certificados de dispositivos IoT
 
A Ruckus Wireless™, uma divisão da Brocade, anunciou hoje a versão 5.1 de seu software de gerenciamento de segurança e políticas, o Cloudpath™ ES. A versão mais recente do software permite que as empresas se conectem automaticamente a dispositivos da Internet das Coisas (IoT) com segurança baseada em certificados, que são considerados o padrão de ouro para a segurança de dispositivos, o que permite que  o departamento de TI implemente políticas para controlar o comportamento desses dispositivos. Em conjunto com a autoridade certificadora (CA) de software do Cloudpath e protocolos baseados em padrões compatíveis, os novos recursos  permitem que empresas e fabricantes de dispositivos IoT garantam de maneira fácil e automática a segurança de uma grande variedade de dispositivos conectados à Internet das Coisas, sem alterar a infraestrutura de segurança já existente.
 
O Gartner relata  que os endpoints da IoT atingirão uma base instalada de 20,4 bilhões de unidades até 2020. Além disso, o Relatório sobre Insights de Cibersegurança da AT&T  (Cybersecurity Insights Report), que pesquisou mais de 5.000 empresas em todo o mundo, revelou que 85% das empresas já estão implementando ou pretendem implementar   dispositivos IoT. No entanto, de acordo com o relatório, apenas 10 por cento dos entrevistados se sentem confiantes de que podem proteger esses dispositivos contra hackers.
 
“Estimamos que o uso de dispositivos conectados à Internet das Coisas crescerá exponencialmente, com expectativas de que os investimentos em tecnologia da IoT atinjam $1,29 trilhão de dólares até o ano de 2020 em vários setores e segmentos verticais ”, disse Rohit Mehra, vice-presidente de infraestrutura de rede da IDC. “Tal como acontece com outros aspectos da infraestrutura e aplicativos de TI, os riscos de segurança e vulnerabilidades associadas à Internet das Coisas (IoT) são agora uma área relevante para os gerentes de TI e Linhas de negócios (LoB) e corporativos. Estas empresas, juntamente com seus provedores de soluções de tecnologia, precisam encontrar maneiras confiáveis e econômicas para proteger melhor seus aplicativos e infraestrutura conectados à IoT, um desafio que a Ruckus procura enfrentar com esses novos recursos.”
 
O software Cloudpath ES 5.1 introduz a leitura de impressões digitais de dispositivos, uma técnica que permite que o departamento de  TI identifique automaticamente os tipos de dispositivos da IoT comparando o perfil do dispositivo com um banco de dados de impressões digitais de dispositivos. Juntamente com outros recursos do software Cloudpath, a nova versão oferece as seguintes vantagens:
•          O departamento de TI pode garantir a segurança automaticamente, usando certificados identificados por impressão digital de dispositivos IoT. Se o dispositivo não for capaz de usar um certificado, pode-se utilizar uma Ruckus Dynamic Pre-Shared Key™ (Chave dinâmica pré-compartilhada da Rukus) para garantir sua segurança. As duas abordagens permitem que o departamento de TI estabeleça políticas específicas para dispositivos IoT. Por exemplo, os dispositivos IoT podem ser autorizados a se conectar apenas com o serviço de nuvem com o qual estiverem associados.
•          O departamento de TI pode continuar a usar o RADIUS e as CAs atuais para garantir a segurança de dispositivos que não se conectem à Internet das Coisas. Através do uso do software Cloudpath e de sua CA dedicada para proteger os dispositivos IoT, as empresas poderão evitar a reconfiguração de sua atual implementação de segurança por AAA e CA ou, pior ainda, a criação de middleware personalizado para garantir a segurança de dispositivos que utilizem uma CA existente.
•          Os fabricantes podem aprimorar os recursos de segurança de seus dispositivos IoT. Podem aproveitar protocolos de recuperação de certificados baseados em padrões, como SCEP e EST, que são nativos à CA do Cloudpath.
•          Provedores de serviços gerenciados (MSPs) podem adicionar novos locatários à vontade. Os MSPs podem utilizar os recursos de multilocatários para a implementação virtual do Cloudpath, reduzindo assim os custos da implantação e as despesas de gerenciamento, em comparação com a implementação de uma instância separada de software de segurança e gerenciamento de políticas para cada cliente final.
 
“Tradicionalmente, a configuração de dispositivos IoT sempre foi uma grande dor de cabeça para o Departamento de TI. Estes dispositivos não só expõem as empresas a novas ameaças de segurança, como muitas vezes exigem uma integração ao sistema manual, presumindo-se que exista a possibilidade de serem integrados”, disse Kevin Koster, arquiteto chefe do Cloudpath, Unidade de Negócios Sem Fio da Rukus, Brocade. "O Cloudpath ajuda os departamentos de TI a garantir que seus dispositivos IoT não estejam colocando sua rede e seus usuários em risco, e permite que os fabricantes de dispositivos IoT atendam às necessidades de seus próprios clientes relacionadas à segurança de dispositivos que se conectam à Internet das Coisas (IoT).”
 
A versão mais recente do software Cloudpath ES estará disponível no segundo trimestre de 2017. Para obter mais informações, visite o site da Ruckus Wireless. 
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »