26/02/2024 às 10h46min - Atualizada em 27/02/2024 às 00h08min

Gartner estima que remessas mundiais de PCs aumentaram 0,3% no quarto trimestre de 2023, mas diminuíram 14,8% no ano

Mercado de PCs mostra sinais de recuperação após vários trimestres consecutivos de declínio

Gartner
Gartner
O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, anuncia que remessas globais de PCs no quarto trimestre de 2023 totalizaram 63,3 milhões de unidades, o que representa um aumento de 0,3% em relação ao mesmo período de 2022. Essa é a primeira vez que as remessas trimestrais aumentam após oito trimestres consecutivos de declínio. No ano, as remessas de PCs alcançaram 241,8 milhões de unidades, uma diminuição de 14,8% em relação a 2022. Essa é a primeira vez que o volume de remessas cai para abaixo de 250 milhões desde 2006.

"O mercado de PCs atingiu o limite de seu declínio após um ajuste significativo", diz Mikako Kitagawa, analista do Gartner. Segundo ele, “os estoques foram normalizados no quarto trimestre de 2023, um problema que assolava a indústria por dois anos. Este crescimento sutil sugere que a demanda e a oferta finalmente estão equilibradas. No entanto, essa situação provavelmente mudará devido à esperada alta nos preços dos componentes prevista para 2024, bem como às incertezas geopolíticas e econômicas”.

"Apesar desses desafios, os seis principais fornecedores mantiveram suas posições sem ganhos ou perdas significativos de participação", explica Kitagawa. "Com isso em mente, o Gartner projeta que o mercado de PCs voltará a crescer anualmente em 2024."  

Não houve alterações no ranking dos seis principais fornecedores no quarto trimestre de 2023. No entanto, os resultados de desempenho foram mistos. Lenovo, HP, Apple e Acer registraram crescimento ano a ano, enquanto Dell e ASUS apresentaram declínio.

A Lenovo marcou seu primeiro crescimento ano a ano nas remessas mundiais de PCs desde o terceiro trimestre de 2021, registrando um aumento de 3,2%. As regiões da EMEA e das Américas apresentaram crescimento de dois dígitos, compensado pela fraqueza na Ásia-Pacífico e no Japão. A economia em declínio na China impactou a demanda por PCs em geral, mas afetou principalmente a Lenovo, já que o país é seu maior mercado. O crescimento de laptops na EMEA e na América Latina foi robusto, superando significativamente a média regional.

Outros fornecedores tiveram resultados mistos. A HP Inc. teve seu segundo trimestre consecutivo de crescimento ano a ano e crescimento sequencial nas remessas mundiais de PCs, enquanto a Dell registrou seu sétimo trimestre consecutivo de queda ano a ano.

 
Visão Regional: O mercado de PCs dos EUA registrou seu primeiro crescimento ano a ano desde o segundo trimestre de 2021, com um aumento de 1,8% no quarto trimestre de 2023. Uma queda nos desktops compensou o crescimento dos laptops. "O crescimento dos PCs nos Estados Unidos refletiu a confiança do consumidor à medida que se estabilizava durante o trimestre", diz Kitagawa. "A sólida economia dos Estados Unidos ajudou nos gastos de pequenas e médias empresas, à medida que o segmento teve crescimento constante. Grandes empresas ainda estão cautelosas com gastos, adiando as atualizações de PCs para 2024." A HP manteve a liderança no mercado norte-americano de PCs com base nas remessas, com uma participação de 27,7%. A Dell ficou em segundo lugar, com 24,2% no mercado de PCs dos Estados Unidos.

A região EMEA e a América do Norte registraram desenvolvimento ano a ano, liderando o crescimento mundial, embora a região da Ásia-Pacífico ainda estivesse em declínio no quarto trimestre de 2023, puxada pelos resultados em declínio da China. O mercado de PCs na região EMEA viu o maior crescimento, atingindo 8,7%, seu primeiro desenvolvimento ano a ano desde o quarto trimestre de 2021. "O mercado da região EMEA reflete o mercado global, com os níveis de estoque finalmente sob controle", diz Kitagawa.

"No entanto, isso pode mudar se a demanda enfraquecer, especialmente porque as taxas de juros mais altas significam que manter estoques custa muito mais para o canal de distribuição." A região da Ásia-Pacífico teve uma queda de 8%, registrando sete trimestres consecutivos de declínio. Tanto laptops quanto desktops tiveram queda na região, sendo os desktops mais impactados do que os laptops. A significativa queda na Grande China afetou o mercado geral da Ásia-Pacífico, com um declínio de dois dígitos em comparação com o ano anterior, enquanto a Ásia-Pacífico Madura teve um declínio leve, e a Ásia-Pacífico Emergente cresceu de forma isolada.

 
Visão Anual: O mercado de PCs colapsou após a pandemia de COVID-19, fazendo com que 2023 fosse registrado como o pior ano na história dos PCs, com uma queda de 14,8%. Este é o segundo ano consecutivo com uma queda de dois dígitos. As remessas mundiais de PCs totalizaram 241,8 milhões de unidades em 2023, abaixo das 284 milhões de unidades em 2022.

"O mercado de PCs passou por um período de ajuste significativo nos últimos dois anos após um momento de crescimento extraordinário entre 2020 e 2021", diz Kitagawa. Esses resultados são preliminares. Estatísticas finais estarão disponíveis em breve para os clientes do programa PC Quarterly Statistics Worldwide by Region do Gartner. Esse programa oferece uma visão abrangente e oportuna do mercado mundial de PCs, permitindo que organizações de planejamento de produtos, distribuição, marketing e vendas acompanhem questões-chave e suas implicações futuras em todo o mundo.

O Gartner, Inc. para High Tech fornece líderes de tecnologia e suas equipes com melhores práticas baseadas em funções, insights da indústria e visões estratégicas sobre tendências emergentes e mudanças no mercado para alcançar suas prioridades críticas e construir as organizações de sucesso de amanhã. Informações adicionais estão disponíveis em http://www.gartner.com/en/industries/high-tech. Siga as notícias e atualizações do Gartner para High Tech no X e LinkedIn usando #GartnerHT.  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp