18/12/2023 às 09h47min - Atualizada em 18/12/2023 às 12h00min

Planejando 2024: Veja dicas e estratégias essenciais para consolidar sua empresa em 2024

*Por Dra. Maria Isabel Montañés

Dra. Maria Isabel Montañés
Foto: Acervo pessoal - Dra. Maria Isabel Montañés, especialista em propriedade intelectual

Quando menos esperou, o ano acabou, 2023 partiu e você empresário, fez tudo o que planejou, ou pior, nem planejou nada? Se nada fez não desanime, agora pode planejar 2024 e há muitas coisas a fazer e uma delas, senão a mais importante, registre sua marca.

O registro de marca confere direitos exclusivos sobre como a empresa se identifica no mercado em relação aos seus produtos ou serviços, impedindo que terceiros utilizem ou se apropriem indevidamente da identidade da sua empresa. Isso também evita conflitos legais, protegendo a reputação e o valor da sua marca no mercado.

Portanto, para aqueles que ainda não realizaram o registro de sua marca, é essencial começar a planejar e considerar as etapas necessárias para alcançar essa segurança jurídica em 2024. Este planejamento pode incluir:

  1. Pesquisa de Viabilidade:
    • Realizar uma pesquisa detalhada para garantir que a marca desejada não esteja em conflito com marcas já existentes, evitando possíveis objeções no processo de registro e, para isso, busque profissional competente.
  2. Preparação da Documentação:
    • Reunir toda a documentação necessária e preparar o formulário de pedido de registro de marca de acordo com os requisitos legais.
  3. Assistência Profissional:
    • Buscar orientação de um advogado especializado em propriedade industrial ou de um agente de marcas para garantir que o processo de registro seja conduzido corretamente.
  4. Início do Processo de Registro:
    • Submeter o pedido de registro de marca ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), seguindo os procedimentos e prazos estabelecidos por lei.
  5. Acompanhamento e Cumprimento dos Prazos:
    • Ficar atento ao andamento do processo de registro, cumprindo os prazos e requisitos exigidos para evitar possíveis atrasos ou indeferimentos, lendo a revista específica publicada todas as semanas com mais de 15 mil despachos.
  6. Proteção Contínua da Marca:
    • Após a obtenção do registro, garantir a renovação e a proteção contínua da marca, cumprindo as exigências legais para manter a sua validade, e principalmente, vigiar semanalmente a marca a fim de evitar marcas que possam causar conflito e confusão com a sua.

Trabalhar com o marketing, redes sociais e posição da marca na internet também deve ser procedimentos a serem realizados, pois assim, conseguirá ter uma chance de sucesso neste mercado tão competitivo.

É comum que, o cliente/consumidor ao buscar produtos ou serviços, a atenção se volte primeiramente para as grandes marcas - aquelas que se estabeleceram e ganharam reconhecimento ao longo do tempo. No entanto, essa preferência muitas vezes nos distancia de produtos e serviços de qualidade igual ou superior oferecidos por marcas menos conhecidas. Poderia essa escolha ser influenciada, em grande parte, pelo investimento maciço em estratégias de marketing?

O marketing desempenha um papel crucial na forma como percebemos e escolhemos produtos. As grandes marcas geralmente investem somas substanciais em campanhas publicitárias, presença online marcante, patrocínios e parcerias estratégicas, criando uma presença poderosa no mercado. Esse alcance massivo pode, por vezes, ofuscar a visibilidade das marcas menores, ainda que estas ofereçam produtos de excelente qualidade.

Porém, é essencial reconhecer que a qualidade e a excelência de um produto ou serviço não se limitam à notoriedade da marca. Existem empresas que, apesar de não estarem nos holofotes do mercado, investem tempo e recursos no desenvolvimento de produtos inovadores, na excelência dos serviços prestados e na satisfação do cliente.

A questão então se torna: como os consumidores podem descobrir e valorizar essas marcas menos conhecidas? O desafio é romper com a influência marcante do marketing para explorar, de maneira mais criteriosa, o valor intrínseco dos produtos e serviços oferecidos. Pesquisas detalhadas, recomendações de especialistas, avaliações de clientes e análises imparciais podem ser ferramentas valiosas para identificar essas gemas escondidas no mercado.

Além disso, à medida que a consciência do consumidor aumenta e a busca por produtos mais autênticos e sustentáveis cresce, muitas vezes vemos um movimento em direção a marcas menores, artesanais ou locais. Essas marcas frequentemente oferecem não apenas qualidade, mas também um senso de autenticidade e valores alinhados com os do consumidor moderno.

Empresário, são muitas tarefas, contudo, o mais razoável é buscar profissionais competentes para cada área e você ficar focado no seu negócio, na gestão e no aumento do faturamento da empresa. Não dá e não é producente querer fazer tudo sozinho para economizar, este é um erro recorrente nas empresas menores. Invista em bons profissionais que estão aí, justamente, para auxiliá-lo.

É importante ressaltar que o registro de marca é um investimento crucial para o crescimento e proteção do negócio a longo prazo. Portanto, mesmo que não tenha sido realizado em 2023, é prudente priorizar essa ação em 2024 para garantir a segurança jurídica que o seu empreendimento merece.

Não desanime, nunca é tarde para tomar as atitudes corretas, basta planejar e seguir a rota traçada.

 

Sobre a Cone Sul Registro de Marcas e Patentes

A Cone Sul Marcas e Patentes tem mais de 25 anos no mercado. Fundada pela Dra. Maria Isabel Montañés tendo hoje como sócia a Dra. Vanessa Albuquerque, que possui também como braço jurídico a Montañés Albuquerque Advogados, ambas criadas para oferecer uma assessoria além do óbvio, protegendo grandes ideias e ajudando a blindar sua marca.

Para mais informações: https://www.conesul.com.br 

 

Sobre a Dra. Maria Isabel Montañés

Advogada, com especialização na área do Direito Eletrônico e Gestão de Marcas, é autora de diversos artigos publicados em revistas renomadas. Criou a Cone Sul Marcas e Patentes em 1995. Membro da ABAPI (Associação Brasileira dos Agente da Propriedade Intelectual) e ASPI (Associação Brasileira de Propriedade Intelectual). Sócia-fundadora da Cone Sul Marcas e Patentes. Mediadora especialista em conflitos de propriedade intelectual e domínios pela Câmara de Mediação da ABPI e Agente de propriedade industrial há mais de 27 anos. 

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/maria-isabel-monta%C3%B1%C3%A9s-9b4ab82b/ 


 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp