28/11/2023 às 15h04min - Atualizada em 28/11/2023 às 20h11min

Evite o Estresse no Trabalho Durante o Final do Ano: 3 Dicas Essenciais para colaboradores e empresas

International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR) aponta que 72% dos brasileiros estão estressados no trabalho. Tendência é aumento no fim do ano

Redação
Divulgação
Com a temporada de festas se aproximando, a pressão no ambiente de trabalho tende a aumentar, afetando diretamente a saúde mental dos colaboradores. De acordo com dados da International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR), 72% dos brasileiros estão estressados no trabalho, e as expectativas para o final do ano podem agravar essa situação. 

O que para muitos brasileiros é considerado um período com dias de praia, sombra e água fresca, para outros é um dos mais estressantes. Afinal, o fluxo de clientes aumenta e as metas precisam ser atingidas antes do recesso de fim de ano

"A depender de como ocorre a organização e planejamento para o final do ano, e também da quantidade de demanda inesperada, isso pode gerar uma sensação de desorganização, impotência, pressão psicológica, culpa, irritabilidade... desencadeando sintomas físicos, como dores de cabeça, insônia, exaustão física e mental, alteração no apetite, taquicardia, falhas de memória, que são sintomas de burnout", explica a psicóloga do Zen App, Débora Vilela. 

Atualmente, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 30% dos trabalhadores brasileiros sofrem com a síndrome. Para evitar entrar neste quadro, o Zen App se uniu a primeira startup unicórnio da América Latina e dona da plataforma mais completa de benefícios flexíveis do país, a Betterfly, para deixar dicas e mostrar a necessidade - tanto os colaboradores quanto os líderes - como gerenciar o estresse que as próximas semanas devem trazer e, ao mesmo, tempo conseguir relaxar. 

1. Flexibilidade como chave para o equilíbrio:
Encoraje líderes e colaboradores a serem flexíveis em relação a metas e prazos. Ofereça suporte emocional e respeite as necessidades individuais, promovendo um ambiente de trabalho mais colaborativo e compassivo. Adapte-se às demandas sazonais, revisando estratégias e metas conforme necessário. Reconheça e recompense os esforços, incentivando uma cultura que valorize o equilíbrio entre o profissional e o pessoal. 

2. Quando sair do trabalho, desconecte para recarregar

Estimule pausas regulares durante o dia de trabalho. Incentive a desconexão digital fora do expediente para permitir o descanso mental e a recuperação. Crie políticas que promovam um ambiente sem culpa ao desconectar. Demonstre a importância do descanso para aumentar a produtividade e a criatividade.

3. Busque um olhar simples

"Problemas vão surgir. Então, o melhor caminho é buscar solução de forma simples e lógica. Foque no que se tem controle, isso ajuda a diminuir a sensação de desorientação e desespero", comenta a psicóloga.

4. Se ainda assim não for suficiente, lembre-se de respirar

Caso nada disso resolva e o pico de estresse surja, uma dica simples e eficiente é: pare e respire. Inúmeras pesquisas mostram como o simples respirar fundo é eficiente em situações de ansiedade e estresse. Então, respirar fundo é uma boa opção. 

"Na meditação, um pranayama que sempre utilizamos para trabalhar a ansiedade é a respiração quadrada. Ela é simples de fazer e, por isso, pode ser utilizada em situações de estresse e ansiedade no trabalho", explica a professora de yoga e meditação do Zen, Veridiana Julião. "Você inspira, depois segura o ar no pulmão, exala e então mantém o pulmão vazio. Todos pelo mesmo período de tempo que, indico, seja de quatro segundos. Em geral, todas as respirações com retenção de ar são boas para o manejo de ansiedade", finaliza.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp