12/11/2013 às 13h59min - Atualizada em 12/11/2013 às 13h59min

Marlene Querubin, a empresária circense que plantou a semente do Vale-Cultura

O “Vale-Cultura” já é uma realidade e está chegando. Mas, o que pouca gente sabe é que ele nasceu da ideia da empresária circense, Marlene Querubin, presidente do Circo Spacial e da UBCI - União Brasileira de Circos e que também faz parte do Conselho Consultivo da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura.

Sonia Kessar Assessoria de Imprensa - foto: Ligiane Braga

A história começou há oito anos, numa das várias reuniões do Conselho Nacional de Política Cultural, nas dependências da Funarte, em São Paulo. Diante da inviabilidade e da inadequação da Lei Rouanet para o circo, Marlene sugeriu a criação de algo mais simples, sem nenhum tipo de intermediação, que funcionasse diretamente entre a empresa e o circo, como por exemplo, um “Vale Ingresso”.  A ideia foi muito bem recebida e aprovada pelo Secretário de Cultura do Município de São Paulo, Juca Ferreira e pela Ministra da Cultura, Martha Suplicy, que, com as devidas adaptações e ampliações, se transformou em “Vale-Cultura”. O Circo Spacial foi o primeiro circo no Brasil  a ser credenciado.

“A cultura no Brasil vive um momento único. Estou muito feliz com o resultado da nossa luta. É gratificante saber que a ideia do Vale-Ingresso - plantada há tanto tempo - germinou e fez nascer o “Vale-Cultura”. Uma conquista de toda a classe que trará benefícios para todos os circos, grandes ou pequenos. Articulado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura, através da Deputada Jandira Feghali, levará benefício para mais de 42 milhões de trabalhadores brasileiros. Com muita honra, estarei representando a UBCI – União Brasileira de Circos, em Brasília, na oficialização do Vale-Cultura, que acontecerá muito em breve.”

http://www.cultura.gov.br/valecultura

http://www.normaslegais.com.br/legislacao/instrucao-normativa-minc-2-2013.htm


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »