06/11/2013 às 23h27min - Atualizada em 06/11/2013 às 23h27min

Eu sou o que visto: como a roupa influencia na personalidade das pessoas

Ao falarmos em roupas e personalidade estamos falando de assuntos intrinsecamente ligados, que desencadeiam na formação de um estilo pessoal. Além do aspecto individual na escolha de um estilo, há também a influência do ambiente externo: sociedade, família, trabalho, clima e, sem sombra de dúvida, a cultura do país que vivemos. Sendo assim, dar a devida atenção na hora de fazermos compras resultará na construção da nossa identidade pessoal.

RZT Comunicação

                                                                                   
*Por María Julia Costa


Você já viu que, quando uma mulher tem um evento, ela corre para o guarda-roupa e solta o famoso bordão: “Eu não tenho nada pra vestir!”? Pela minha experiência, observo que a falta de planejamento anterior ao momento da compra, leva a escolhas precipitadas e inadequadas de roupas que acabam em desuso.

Faça diferente! Primeiramente, reflita para identificar o seu estilo. Pense no seu dia a dia, nos ambientes que você mais frequenta, quais as roupas que mais se repetem e qual característica você mais preza: conforto, sensualidade, exuberância, entre outros. O conjunto dessas informações dará pistas sobre o seu estilo.

Veja algumas dicas:

- Se você se sente bem com peças sensuais é bem provável que o seu estilo seja sexy/exibicionista. Mas isso não quer dizer que você é vulgar, apenas que gosta de valorizar o seu belo corpo.

- Você preza pelo conforto acima de qualquer coisa? Então, o seu estilo é esportivo/casual. Você não sai por aí com roupas de academia, mas prioriza peças com tecidos e modelagens que ofereçam conforto e praticidade. Nada que incomode ou que tenha que ficar ajeitando toda hora.

A escolha de determinado estilo é de dentro pra fora, é a sua personalidade sendo exteriorizada por meio de suas roupas. O que pode acontecer é que uma pessoa, por diversos fatores, usa roupas com as quais na verdade ela não se identifica e passa uma imagem diferente da que ela acredita ter. Essa imagem exterior reflete de maneira inconsciente na percepção que as pessoas têm de alguém, mas que acaba por influenciar na formação da identidade e imagem pessoal.

O prejuízo de uma pessoa passar a imagem errada é passível de conserto, mas requer um trabalho bem maior do que quando já se acerta logo de cara.

O que significa acertar na hora de se vestir?

É uma combinação de peças que valorizem o seu biotipo, passem a imagem que você tem de si mesmo e valorizem os melhores aspectos da sua personalidade em qualquer situação: profissional ou pessoal. E isso requer dedicação.

Acertar na hora de se vestir é saber que o estilo muda, afinal de contas, a vida muda, as rotinas, as prioridades, a condição financeira e, por vezes, até a personalidade. Agora, errado mesmo é não fazer nada pela sua imagem, pois ela não tem preço.

*Autora: María Julia Costa é consultora de estilo e imagem (www.mariajuliacosta.com.br).


María Julia Costa – Consultora de estilo e imagem

María Julia Costa atua no segmento de Consultoria de Estilo e Imagem Pessoal desde 2009, sendo formada em Imagem Pessoal, em São Paulo e Imagem Pública e Política, em Buenos Aires (Argentina). É formada em Coach, pela Sociedade Latino Americana de Coach, em  CoolHunter,  pela Universidade de Palermo  (Argentina), Eneagrama,  pelo Instituto Eneagrama, tem MBA em Marketing e é bacharel em Turismo. Para completar a formação, fez curso de maquiagem profissional também em Buenos Aires.

Desde 2008, a consultora atua como docente ministrando cursos de formação profissional em Consultoria de Imagem, Personal Stylist, Maquiagem Profissional, Etiqueta Profissional, Marketing Pessoal, Vendas e Cerimonial de Eventos em instituições renomadas como o SENAC (GO) e CDL (GO). Atualmente, é diretora do curso de Consultoria de Imagem em Goiânia.

Serviço
María Julia Costa – Consultora de Estilo e Imagem
www.mariajuliacosta.com.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »