30/06/2016 às 09h28min - Atualizada em 30/06/2016 às 09h28min

Sistema sem fio agiliza processo no Kaizen

José Rubens Almeida*

Vervi Assessoria

Quando, em 2008, criei um equipamento sem fio que utilizava a radio freqüência para chamar o garçom à mesa de bares e restaurantes, jamais imaginaria que, 8 anos depois, essa mesma tecnologia poderia ser utilizada para agilizar complexos processos industriais, evitando gargalos na linha de produção e podendo ser uma poderosa ferramenta em processos kaizen, kanban e outros processo de melhoria contínua, incluindo o de qualidade.

Apenas com a intenção de ser bem atendido em bares e restaurantes, eu não percebia naquele momento que estava desenvolvendo uma tecnologia disruptiva, na medida em que, ao criar novos processos de agilização de atendimento e tecnologia sem fio, estava acabando com a tecnologia que sempre implicava quebrar paredes, investir em fiação tradicional e lidar com tomadas, interruptores etc.

E o resultado daquela criação é que esse conjunto de sistema sem fio, que utiliza a rádio freqüência para transmissão de dados, encontrou mercado nos bares, restaurantes e padarias, mas também encontrou demanda em clínicas de idosos, hospitais, laboratórios clínicos, academias, segurança em shoppings, supermercados e chão de fábrica.

Um dos maiores problemas, que gerou os primeiros desenvolvimentos dentro dos processos industriais, incluía a necessidade de chamar o operador de empilhadeira para avisar que os lotes produzidos precisavam chegar a outros locais, onde complementariam a produção, ou iriam para o estoque de produtos acabados. Posteriormente, encontrou aplicação para reposição de matéria prima de outro grande complexo industrial, chamada de manutenção, e até para avisar ao caminhão que se encontra estacionado na portaria de uma grande fábrica que o lote que ele espera para embarcar já está pronto.

Todas essas necessidades atendidas nos fizeram chegar ao Kainzen, que no idioma japonês significa melhoria ou mudança para melhor. De acordo com a Wikipedia, refere-se à filosofia ou práticas que incidem sobre a busca da melhoria contínua dos processos de manufatura, engenharia, gestão de negócios ou qualquer processo, como até mesmo na área da saúde.

Todos nós sabemos o que significa um homem parado na linha de produção por falta de produto ou o que pode significar um gargalo no meio do processo. Os ruídos são altos no chão de fábrica e o processo de comunicação, difícil. Então, a melhoria na produtividade passa por ninguém ter de deixar o seu posto para executar funções não previstas na sua função primordial, como ir buscar matéria prima, chamar a empilhadeira ou indicar que um processo foi finalizado. O Psiu Log, nome dado à nova versão do equipamento, resolve esse tipo de problema, na medida em que disponibiliza os chamados em um painel colocado no meio da linha de produção, onde todos tenham acesso visual e possam tomar as providências sem interromper as suas atividades.

Com isso a ferramenta permite aumento de produtividade, redução de custos, aumento de qualidade, redução de estoques, motivação dos colaboradores, maior flexibilidade e rápido retorno do investimento, sendo fator predominante em qualquer processo de melhoria contínua.

* José Rubens Almeida é graduado em Ciências da Computação e diretor da AGM Automação, que produz toda a linha Psiu.

www.psiugarcom.com.br

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »