20/06/2016 às 13h50min - Atualizada em 20/06/2016 às 13h50min

Termomecanica integra sistemas de gestão de suas plantas do Chile e da Argentina

A implementação da tecnologia permitirá à indústria líder no setor de transformação aumentar a sinergia entre as filiais e a matriz no Brasil, agilizando de forma considerável os processos operacionais

Ana Carolina Jones

A Termomecanica, uma das maiores indústrias privadas brasileiras, está implementando o sistema de gestão SAP Business One em suas fábricas de Santiago (Chile) e de Buenos Aires (Argentina) para integrar as operações com a sede em São Bernardo do Campo (Brasil). A adoção da tecnologia SAP, também utilizada na matriz, tem por objetivo aumentar a sinergia e a visibilidade das operações internacionais. O projeto estará  finalizado em outubro.

 

As plantas no Chile e Argentina, adquiridas em 2011 pela TM, especialmente pela proximidade geográfica, são estratégicas para apoiar o crescimento da companhia não só na região como em outros mercados. Por se tratarem de dois polos com características próprias, sendo a Argentina, um potencial mercado interno relevante na economia da América Latina, e o Chile, com vocação na interação e abertura ao comércio mundial, esta estratégia de consolidação é crucial.  Além disso, a cadeia de suprimentos e de atendimento no segmento de semimanufaturados de cobre é extremamente complexa e exige um entendimento específico das necessidades, particularidades técnicas e logísticas dos diferentes clientes nos mais variados países.

 

Desta forma, de acordo com Wilson Oliveira, da área de controladoria da Termomecanica, o investimento possibilitará uma grande integração entre os processos da TM, com a padronização dos procedimentos nas áreas fabris, logísticos, comerciais e financeiros, e terá papel fundamental na interação comercial com os clientes e demais parceiros de negócios na região, possibilitando uma melhoria na qualidade do nível de serviços e na solidez regional da marca Termomecanica.  “Além disso, com o novo ERP será possível, ao mesmo tempo, preservar as peculiaridades inerentes aos países, principalmente no aspecto fiscal, e extrair as melhores práticas de cada uma das unidades fabris, intensificando assim a competitividade em um mercado de concorrência global”, ressalta.

 

Walter Sanches, Superintendente de TI, explica que o projeto foi concebido tendo como premissa a integração de uma série de processos cruciais para a operação industrial e para promover um intercâmbio mais ágil de informações. O sistema permite a criação de um plano de contas único, a centralização dos cadastros de clientes, a unificação dos códigos de materiais, entre outras vantagens. “Os investimentos nesta avançada tecnologia nos permitiram conglomerar as operações comerciais, fabris e administrativas entre nossas filiais e a matriz. Além disso, assim que finalizarmos nossa curva de aprendizado, além de tornar mais rápida a execução dos processos e a tomada de decisão, será possível incrementar a nossa atividade de exportação”, ressalta.

 

A escolha da plataforma SAP Business One no modelo de cloud computing além da melhor relação entre custo e benefício, ocorreu por tratar-se de uma solução ao mesmo tempo simples e eficiente, atendendo as necessidades das filiais, que dispõem de processos bem menos complexos do que os da matriz, usuária do sistema SAP ECC. O gerenciamento do ambiente foi terceirizado e será feito pela Seidor, empresa parceira do fornecedor de tecnologia.  


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »