07/06/2016 às 12h38min - Atualizada em 07/06/2016 às 12h38min

Preço do remédio varia até 1.200% e assistência farmacêutica reduz diferenças

Programa de benefícios de medicamentos está em crescimento no país

Edmir Nogueira

Pesquisa do Procon-SP divulgada na semana passada aponta variação de até 1.200% no preço dos remédios nas farmácias de São Paulo. Os beneficiários de assistência farmacêutica, também conhecidas como PBMs (Programas de Benefícios de Medicamentos), têm a oportunidade de comprar medicamentos subsidiados e com preços diferenciados, de maneira geral com valores bem abaixo dos praticados pelo mercado.

 

“A assistência farmacêutica está em crescimento no país e tem ajudado a reduzir custos dos medicamentos para os beneficiários desses programas. É um importante passo para aqueles que precisam de remédios, principalmente os de uso contínuo”, explica Carlos Pappini Jr, diretor da Unidade de Negócios Farma e de Marketing da ePharma, empresa líder no mercado de assistência de benefícios farmacêuticos. Segundo ele, os programas de assistência farmacêutica garantem que os colaboradores e seus familiares sigam o tratamento recomendado pelo médico, com a redução dos impactos da inflação e variação dos preços desses produtos.

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 50% da população deixa de seguir o tratamento recomendado pelo médico por falta de recursos financeiros. As despesas com remédios é o maior gasto da população brasileira no setor de saúde.  “A compra de medicamentos pesa no bolso do brasileiro. Por isso, as empresas estão buscando planos de assistência farmacêutica”, afirma o diretor.

 

Entre as opções do mercado, a ePharma criou o ePharma Plenus, um plano de pré-pagamento de assistência farmacêutica, com cobertura de até 100% dos custos de medicamentos para os seus colaboradores. A companhia paga um valor fixo mensal por beneficiário e nada mais. “Um dos principais pilares do ePharma Plenus é a sua previsibilidade. A empresa tem um custo fixo mensal por beneficiário, sem se preocupar com a o valor de compra de cada trabalhador”, explica Pappini. 

 

Sobre a ePharma

Consolidada como principal player no recente mercado brasileiro de assistência farmacêutica, a ePharma dispõe de tecnologia que conecta, em tempo real, mais de 24 mil farmácias e drogarias de todo o país a um sistema autorizador ancorado em um potente banco de dados, dando acesso a medicamento a mais de 29 milhões de pessoas.

 

O portfólio de serviços da ePharma traz ainda serviços inovadores voltados à saúde e ao bem-estar dos beneficiários. Dentre eles, destacam-se o Plano de Medicamentos no modelo de pré-pagamento baseado no levantamento da estimativa de gastos com medicamentos de acordo com o perfil dos colaboradores, como o ePharma Plenus; o gerenciamento de doentes crônicos; o Concierge da Saúde, que é um serviço multidisciplinar de aconselhamento telefônico que oferece assistência nutricional, enfermagem, psicóloga, médica e farmacêutica; Unidade de negócios Farma responsável pelo acompanhamento dos pacientes via call center especializado; Specialty Care, direcionado a promover o acesso e a gestão do tratamento de pacientes portadores de doenças complexas e raras.

A companhia detém ainda mais da metade do mercado de assistência farmacêutica, com uma carteira de cerca de 150 empresas, constituindo 1.610 programas.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »