21/09/2023 às 17h22min - Atualizada em 22/09/2023 às 00h00min

A mulher, mãe e empreendedora responsável pela primeira venture builder WomenTech do Brasil

Com trajetória ligada a projetos de empreendedorismo feminino, Carol Gilberti é CEO da Mubius WomenTech Ventures

NB Press Comunicação
Divulgação

Desde sua juventude, Carol Gilberti acostumou-se a ouvir de seu pai, Ronaldo Gilberti: “Você nasceu com um microfone na mão! Com ele você vai mudar o mundo”. Graças à comunicação, ela de fato está mudando, pelo menos o mundo a seu redor, que envolve empreendedorismo feminino, inovação e o universo das startups.  

Hoje, Carol Gilberti é CEO da Mubius WomenTech Ventures, primeira do segmento criada para desenvolver e investir em negócios liderados por mulheres em 2022.  A companhia já faturou aproximadamente R$ 1,1 milhão em menos de um ano de existência e atualmente, conta com três startups em seu portfólio. 

 “Eu amo gente, histórias, comportamento humano, a transparência das coisas como elas são. A comunicação traz isso para a nossa vida. Ela é a base de tudo o que fazemos e de quem somos. Todo processo precisa ser relatado como uma história, isso é o que move a humanidade, e penso que isso é o que sei fazer de melhor”, explica.  

Estar presente nesse ecossistema de inovação foi um caminho natural traçado para Carol Gilberti. Em 2014, ela comandou seu primeiro empreendimento, a “Vai Ter Festa”. No ano seguinte, foi uma das fundadoras do projeto “Mulheres Elétricas”, que aborda a realidade de mulheres, mães e empreendedoras – uma proposta que deu tão certo que está presente até hoje na Rádio BandNews BH.  

Ela própria se encaixa no perfil de mulher, mãe e empreendedora. Casada há 18 anos com Maurício Andrade Chaves, ela tem dois filhos: Victor, 11 anos, e Sophia, 6. Na caminhada de alcançar o objetivo e entender como seu projeto poderia solucionar dores do mercado relacionado às mulheres, entrou em curso de pré-aceleração para aprender como o ecossistema funciona.  

Foi ali que soube de uma vaga de Gerente de Inovação na Aleve, uma das verticais da FCJ. Candidatou-se e passou na vaga. Foram cinco meses até surgir a oportunidade de criar e comandar o departamento de comunicação do próprio grupo de venture builder.  

Meses depois, muito trabalho deu frutos diferentes, quando foi convidada para lançar uma nova Corporate Venture Builder, que traduzia muito de sua iniciativa de alavancar negócios e dar mais visibilidade para mulheres empreendedoras. 

“De todos os desafios, o equilíbrio ainda é um dos maiores, entre sonhos, realizações, profissão, família e ainda querer o mundo. Tem dias que não cabem no dia! A nossa cobrança como mulheres em sermos a melhor mãe, amante, dona de casa, profissional e ainda estar física, mental e espiritualmente perfeita é uma ilusão. Precisamos nos cobrar menos, sermos mais tolerantes com nós mesmas, relaxar mais e pegarmos mais leve”, conclui.  

Sobre a FCJ Venture Builder     

Criada em 2013 em Belo Horizonte (MG), a venture builder é uma multinacional que conecta investidores, startups, corporações e universidades para desenvolver negócios inovadores que impactam a vida das pessoas. Com o objetivo de impactar o ecossistema de inovação do Brasil, hoje é a líder do segmento na América Latina e possui venture builders espalhadas pelo mundo. Mais informações, acesse: https://fcjventurebuilder.com/     

    

 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp