22/08/2023 às 16h24min - Atualizada em 23/08/2023 às 00h03min

Brasil e Colômbia duelam nesta quarta pelo Campeonato Sul-Americano de Rugby

Campeonato Sul-Americano 4 Nações, de rugby XV masculino, está sendo disputado em Asunción, no Paraguai, com a Seleção Brasileira defendendo o título conquistado em 2023. Partida será às 16h30, ao vivo no Youtube da Sudamérica Rugby

Marcelo Abdalla Ribeiro
Fecorugby

Brasil e Colômbia se encontram nesta quarta-feira (23), às 16h30 (hora de Brasília), pela 2ª rodada do Sul-Americano 4 Nações, no Paraguai. Os Tupis largaram a competição na frente vencendo o Chile XV por 27 a 12, ao passo que os colombianos foram atropelados pelos paraguaios por 50 a 7. Com Paraguai e Chile duelando às 21h00, o Brasil irá a campo com a necessidade da vitória bonificada para poder ir à rodada final na liderança. No rugby, a vitória vale 4 pontos, o empate 2 e a derrota por até 7 pontos de diferença 1. Porém, há ainda o ponto bônus, dado ao time que marca 4 ou mais tries na partida, podendo elevar a vitória a 5 pontos na classificação.

 

 

O Brasil jamais perdeu uma partida oficial para a Colômbia na categoria e o último confronto, no ano passado, em solo colombiano, acabou em triunfo dos Tupis sobre os Tucanos por 52 a 13. Apesar do favoritismo, o treinador Josh Reeves não fez nenhuma troca no time titular, optando por dar sequência de jogo ao grupo escolhido. Apenas no banco houve alterações, com Levy e Pedrão aparecendo como opções. Como o jogo contra os chilenos não valeu pelo Ranking Mundial, uma vez que o Chile optou por jogar em agosto com duas seleções (a principal fazendo amistoso para a Copa do Mundo e a segunda disputando o Sul-Americano), a partida do Brasil contra a Colômbia será a primeira do ano valendo pontos no Ranking e, com isso, dando “caps” aos atletas. No rugby, os caps são considerados os jogos oficiais pela World Rugby, a Federação Internacional. No jogo desta quarta, Sérgio Luna ganhará seu primeiro cap pelo Brasil, ao passo que Levy, Pedrão e Zanatta poderão ganhar também seus primeiros caps caso entrem em campo ao longo da partida saindo do banco de reservas. No momento, o Brasil ocupa o 28º lugar no Ranking Mundial e a Colômbia o 41º.

 

 

Lucas Spago, camisa 10 do Brasil, exaltou o momento da Seleção Brasileira após a vitória sobre os chilenos. “Senti que estamos fortalecendo nossa identidade de jogo como Tupis, com princípios sólidos e que se sobressaíram no jogo. Fomos fortes no ponto de contato contra o Chile e vamos entrar em campo com a mesma mentalidade. Não vamos baixar a guarda, entraremos intensos e com alta expectativa”. Já Matheus “Blade” Rocha, camisa 3 do Brasil e um dos nomes que atuam no exterior (em Portugal, no tradicional CDUL), reforçou a melhora contínua do scrum brasileiro: “sabemos que fomos reconhecidos internacionalmente pela qualidade de nosso scrum e quero continuar ajudando a seguirmos evoluindo na formação para atingirmos novamente nosso melhor. O Sul-Americano é momento bom para isso e vamos focados nessa melhor contínua”. Além de Blade, os Tupis irão a campo com mais um titular que atua no exterior, Lorenzo Massari, que estava no Calvisano, da Itália (e em breve anunciará novo clube). Na reserva, Leonel atua no Civitavecchia e Zanatta no Mogliano, ambos da Itália.

 

 

O elenco brasileiro tem como base os Cobras, a franquia brasileira que disputa o Super Rugby Américas, a liga profissional do continente. Gabriel Paganini, capitão dos Cobras, segue como capitão dos Tupis.Já Guilherme Coghetto, outro veterano importante, está no seu torneio de despedida com a camisa do Brasil. Cléber “Gelado” poderá atingir a marca de 40 jogos oficiais pelo Brasil e “Zé” Tranquez pode chegar a 45, sendo os dois com mais atuações pelo Brasil no elenco que irá a campo.

 

 

A vitória aumentaria a pontuação do Brasil no Ranking, mas não o suficiente para os Tupis tomarem da Suíça o 27º lugar. Porém, caso o Brasil vença a Colômbia na quarta e o Paraguai no jogo final de domingo, os brasileiros assumiriam a 26ª posição, deixando para trás também a Holanda.

 

  

23/08 – 16h30 – Brasil x Colômbia – ao vivo no YouTube da Sudamérica Rugby

Árbitro: Nehuen Jauri Rivero | Assistentes: Federico Solari e Adrián Bogado | TMO: Marco Demestri

Local: Estádio Héroes de Curupayti – Asunción

 

 

Brasil: 15 Guilherme Coghetto, 14 Sérgio Luna, 13 Victor “Feijão” Silva, 12 Lorenzo Massari, 11 Daniel “Maranhão” Lima, 10 Lucas Spago, 9 Felipinho Gonçalves, 8 André Arruda, 7 Matheus “Nego” Cláudio, 6 Adrio de Melo, 5 Gabriel “Fúria” Oliveira, 4 Gabriel Paganini (c), 3 Matheus “Blade” Rocha, 2 Endy Willian Pinheiro, 1 Brendon Alves;

 

 

Suplentes: 16 Henrique Ferreira, 17 Levy Marinho, 18 Leonel Moreno, 19 Cléber “Gelado” Dias, 20 Pedro Aparecido Soares, 21 Antonio Zanatta, 22 Douglas Rauth, 23 Lucas “Zé” Tranquez;

 

 

Confira a classificação:

1º Paraguai – 5 pontos – saldo +43

2º Brasil – 5 pontos – saldo +15

3º Chile XV – 0 pontos – saldo -15

4º Colômbia – 0 pontos – saldo -43

 

 

Sobre a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu)

A CBRu tem o apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Ministério do Esporte e como patrocinadores: Tim, Catupiry, CVC Capital Partners, Cultura Inglesa, Suzano, Grupo Volvo do Brasil, Estácio, Vale, Deloitte, Crown Embalagens, Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Jacobs Douwe Egberts (JDE), Alupar Taesa e Pinheiro Neto Advogados. Também são fornecedores e apoiadores do Rugby brasileiro: Gerdau, Bradesco, Comgás, Klabin, Banco Safra, Lhoist, Gilbert, Probiótica e Universal Assistance.

 

A franquia Cobras Brasil XV, marca criada e gerenciada pela CBRu para a disputa do Super Rugby Américas, também é apoiada por Superbid, Irko Hirashima, CSN, e Universal Assistance. www.brasilrugby.com.br / @BrasilRugby / @cobrasbrasilxv (Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e You Tube).


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp