31/07/2023 às 11h51min - Atualizada em 31/07/2023 às 18h01min

Companhia multienergética gera tendências em ações de sustentabilidade

TotalEnergies antecipa metas de sustentabilidade previstas para 2030

PR
Fábrica da TotalEnergies Brasil, em Pindamonhangaba. Fonte: divulgação
As mudanças climáticas ocasionadas pelo aquecimento global são as principais responsáveis pelo aumento de desastres naturais no Brasil e no mundo. De ocorrência ligada a emissões excessivas de gases causadores de efeito estufa, a atividade industrial se torna peça chave para atenuar seus impactos no meio ambiente. Desse modo, empresas têm se tornado cada vez mais presentes e atuantes na promoção de práticas sustentáveis ​​e iniciativas de compromisso ambiental. 

TotalEnergies Brasil, multienergética presente em mais de 130 países, uma das empresas comprometidas com ações de Meio Ambiente, Social e Governança (ESG), atingiu antecipadamente a meta estabelecida para 2030 de reduzir em 40% as emissões de CO2. Em janeiro de 2023, a empresa, registrou redução de 25% na liberação desse gás na atmosfera. Tais resultados foram encabeçados pelas ações ESG promovidas na fábrica localizada na cidade de Pindamonhangaba, certificada no início deste ano como município sustentável.

A fábrica de Pinda, como é chamada a unidade do interior de São Paulo, produz lubrificantes para todos os tipos de aplicação. O terreno tem aproximadamente 30.000 m² e a fábrica emprega atualmente cerca de 70 funcionários.

Para apoiar as iniciativas de redução de emissões, foi desenvolvida uma ferramenta denominada “D-C@rbonizer”, que consiste na coleta de dados e na definição de um plano de eficiência energética com foco na redução do consumo e, consequentemente, na redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Para este ano, outro projeto está em desenvolvimento: consumir apenas energia elétrica de fontes renováveis.

Entre outras melhorias que possibilitaram os resultados positivos, estão a pintura dos tanques de armazenamento na cor preta, para promover maior absorção do calor do sol. Desta forma, foi possível atingir a redução da demanda de energia na fábrica, uma vez que o processo inicial dependia do aquecimento de fluidos, utilizando eletricidade. A utilização de gás liquefeito de petróleo (GLP) também foi eliminada, levando à substituição de equipamentos a gás por elétricos, resultando na substituição de empilhadeiras e adequação da cozinha industrial da fábrica.

Para Carlos Alberto Santos, Gerente de Plantas Industriais e Manufatura da TotalEnergies Brasil, a empresa se preocupa em realizar ações ambientais e de sustentabilidade e, por isso, adota uma política agressiva em todas as suas plantas ao redor do mundo. “Buscamos mitigar os impactos ambientais em todas as nossas etapas produtivas, desde os gastos com tratamento e destinação de resíduos líquidos e sólidos, até a coleta de embalagens de nossos produtos comercializados, além da coleta de nossos lubrificantes usados”, ele explica.

A Companhia espera ampliar ainda mais sua atuação em ESG, consolidar sua imagem de empresa mais sustentável e consciente e, assim, gerar tendências no setor de energia, gás e petróleo.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp