18/02/2016 às 18h27min - Atualizada em 18/02/2016 às 18h27min

Consertar ou comprar um novo? Saiba em quais casos vale a pena reparar o eletrodoméstico antigo

Débora Ramos
iStock

Os eletrodomésticos, bem como a grande parte dos bens de consumo atuais, estão mais descartáveis e com uma vida útil menor. Além disso, com as frequentes novidades tecnológicas, cada vez mais pessoas preferem investir na compra de um item novo ao invés de mandar consertar o que já possui.

 

Por mais que seja prazeroso adquirir um novo produto, o conserto de eletrodomésticos ainda pode ser mais vantajoso. Porém, antes de qualquer coisa, é importante analisar a situação, uma vez que também o conserto, dependendo do item, pode acabar saindo mais caro do que ir à loja comprar uma versão melhor e mais atualizada do produto. Como saber, então, se é melhor comprar ou consertar?

 

De olho na garantia

Se o defeito no seu eletrodoméstico aconteceu antes do vencimento da garantia, o conserto é, obviamente, a melhor opção, já que você não pagará nada a mais por isso. A garantia padrão é de, geralmente, 12 meses, mas alguns itens mais caros, como TV’s e refrigeradores, podem ter um prazo de garantia maior dada pelo fabricante. Por isso sempre guarde a nota fiscal da compra para conferir essas informações futuramente.

 

Na hora da compra, uma forma de se prevenir contra os possíveis defeitos é adquirir uma garantia estendida para mais alguns anos. Muitas vezes, dependendo do item, o valor dessa garantia nem faz tanta diferença no gasto final, valendo a pena ser adquirida.

 

Orçamentos são seus maiores aliados

Se o seu eletrodoméstico se encontra fora da garantia, não se desespere. Ainda é possível que o conserto compense mais do que a compra de um novo item. Muitas vezes, o defeito encontrado no seu eletrodoméstico (como uma hélice quebrada no ventilador, lâmpadas queimadas no micro-ondas ou aquecedores com problema em uma das válvulas) são simples de resolver e não custam caro, fazendo com que o reparo seja a melhor opção.

 

Por isso, antes de comprar um novo, sempre mande o item para a assistência técnica autorizada para que eles enviem a você um orçamento do conserto.

 

Porém, em casos de televisões e computadores com a placa queimada, por exemplo, comprar um novo é a saída mais vantajosa, por conta do alto valor do reparo. Para ter certeza do diagnóstico feito em seu aparelho, é recomendado solicitar orçamento em mais de uma assistência, a fim de prevenir gastos desnecessários e ter a certeza do problema.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »