06/06/2013 às 17h31min - Atualizada em 06/06/2013 às 17h31min

Aprovado projeto que torna obrigatório Teste do Coraçãozinho nas Maternidades

O projeto que já havida recebido pareceres favoráveis das Comissões Constituição e Justiça, Saúde e de Finanças, Orçamento e Planejamento.

Assessoria de Comunicação Deputado Jorge Caruso

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira, 04/06, o PL 1080/2011, de iniciativa do deputado Jorge Caruso que obriga a realização do teste do coraçãozinho em recém-nascidos nos berçários das maternidades de São Paulo.

O projeto que já havida recebido pareceres favoráveis das Comissões Constituição e Justiça, Saúde e de Finanças, Orçamento e Planejamento. Agora, determina que as maternidades de São Paulo realizem o chamado exame de oximetria de pulso nos recém-nascidos.

O exame é simples e indolor e é realizado nos membros superiores e inferiores dos bebês, após as primeiras 24 horas de vida da criança e antes da alta hospitalar e mede os níveis de oxigênio no sangue para detectar a presença de cardiopatia congênita grave que coloca em risco a vida da criança.

“Os custos para realização do teste do coraçãozinho é muito baixo, mas os benefícios são extremamente importantes para detectar doenças cardíacas e salvar muitas vidas. Sendo detectada alteração na oximetria, a investigação de problema cardiológico é aprofundada” disse Caruso.

De acordo com a Associação de Assistência à Criança Cardiopata – Pequenos Corações nascem no Brasil aproximadamente 23 mil crianças com problemas cardíacos por ano. A cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata. Desses 23 mil, pelo menos 80% necessitam de cirurgias cardíacas, mas cerca de 13 mil, não recebem o tratamento por falta de diagnóstico ou vagas na rede pública.

“O objetivo da nossa lei é reduzir drasticamente a mortalidade decorrente das cardiopatias congênitas tornando obrigatório o teste do coraçãozinho. Fico muito satisfeito com o acolhimento da proposta pelos nossos pares na Assembleia Legislativa, em especial, no mês de junho em que se comemora no próximo dia 12 o Dia da Conscientização da Cardiopatia Congênita” justificou o autor da proposta Jorge Caruso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »