08/12/2015 às 15h48min - Atualizada em 08/12/2015 às 15h48min

Varejo: 10 dicas para aumentar a rentabilidade e reduzir as perdas no final do ano

É preciso garantir uma boa experiência de compra ao consumidor por meio de soluções e atitudes que gerem maior produtividade e reduzam as perdas.

Pimenta Comunicação

Os varejistas precisam, mais do que nunca, investir em ações para continuar crescendo diante do cenário econômico desafiador que o país enfrenta. De acordo com dados de pesquisas realizadas pela ABRAS junto ao setor, o consumidor está indo menos ao ponto de venda e comprando menos quantidades. O cenário das perdas também se agrava, pois com o aumento do desemprego e o encarecimento dos produtos, o varejo sofre mais com furtos, que impactam negativamente os resultados das lojas.

 

De acordo com Gilberto Quintanilha Júnior, gerente de Prevenção de Perdas da Tyco Integrated Security, líder do mercado de performance de lojas e prevenção de perdas no Brasil, no final de ano as perdas chegam a aumentar até 40%. “O que se percebe é que esse aumento não ocorre somente por conta do maior movimento e volume de vendas, mas também por causa da maior exposição de produtos, em alguns casos até desordenada, o que facilita o furto”, explica o executivo. “Outro fator comum que gera aumento nas perdas é não aplicar as etiquetas de alarme nos produtos de maior risco, em virtude do alto volume recebido, da necessidade de rapidez na reposição e, em alguns casos, da falta de recursos para a aplicação”, acrescenta.

 

É preciso garantir uma boa experiência de compra ao consumidor por meio de soluções e atitudes que gerem maior produtividade e reduzam as perdas. Mas o que fazer para vender mais e diminuir perdas? Expor menos e correr o risco de não atingir as vendas? Quais são as ações que devemos realizar para minimizar perdas, sem impactar negativamente as vendas? Como encantar o cliente sem gerar a sensação de que ele está sendo vigiado?

 

Quintanilha listou 10 dicas que respondem a essas perguntas e ajudam o varejista a tomar decisões importantes:

 

  1. O bom atendimento é sempre a melhor ação preventiva, pois conquista o cliente e espanta o furtante;

  2. Testar os equipamentos de CFTV, rádios comunicadores e antenas de alarme no início do dia pode fazer muita diferença;

  3. Estimule todos da equipe a se sentirem responsáveis pelos resultados: prejuízos afetarão a todos igualmente

  4. Atenção ao acesso a áreas restritas ou a pessoas que circulam pela loja em pontos de pouca visibilidade;

  5. Redobrar a atenção no recebimento, mas sem prejudicar a reposição;

  6. Maior atenção sobre produtos de alto risco sem alarme - se um desses produtos está sem alarme, aplique na hora ou informe seu responsável;

  7. A maior exposição pode sim ser feita, mas em locais monitorados por câmeras e de boa visibilidade, afinal você quer destacar esse item;

  8. Reforce a importância dos controles de conferência de peças na entrada e saída de provadores, mesmo que por amostragem;

  9. Atenção à realização de sangrias - defina um valor limite e reforce o procedimento já existente;

  10. Nas reuniões semanais ou diárias com as equipes, reforce as orientações sobre pontos de atenção percebidos ao longo da semana e destaque os resultados obtidos, isso fortalecerá o comprometimento das pessoas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »