24/11/2015 às 11h49min - Atualizada em 24/11/2015 às 11h49min

ESF de Boiçucanga realiza ações do Novembro Azul nesta terça-feira

Palestras e atividades visam conscientizar para a prevenção ao câncer de próstata

Grunase - Grupo Nacional de Serviços

Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia aponta que 69 mil novos casos de câncer de próstata são registrados anualmente no País, ou seja, 7,8 a cada hora. Outro dado que preocupa é que 51% dos homens nunca consultaram um urologista. Para conscientizar a população masculina para a importância dos exames preventivos a partir dos 50 anos, as unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESFs) de São Sebastião têm intensificado, durante todo o mês, atividades e palestras com o público-alvo visando orientações, agendamento de consultas e exames. Hoje (24), a campanha acontece em Boiçucanga, na Costa Sul.

A equipe da ESF de Boiçucanga promoverá, a partir das 9h, na sede da Igreja Batista (Rua Guido Vergani) várias atividades com ênfase para a campanha mundial Novembro Azul e a necessidade dos cuidados com a saúde do homem. A clínica geral Celina Stuginsk realizará palestra especial sobre prevenção ao câncer de próstata.

A equipe de enfermagem e os agentes comunitários de saúde participarão, também, das atividades, na parte da manhã, com agendamento de exames laboratoriais como o PSA (sangue), aferição capilar e de peso, além de orientações ao público.

Movimento

A proposta do Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combater ao Câncer de Próstata, em 17 de novembro. No Brasil, foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida com a proposta de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque. No ano passado, o instituto realizou 2.200 ações no país.

O câncer de próstata é uma doença silenciosa, com números alarmantes: dos 69 mil novos casos descobertos ao ano no Brasil, quase 14 mil acabam em morte. Contudo, a detecção precoce da doença pode aumentar as chances de cura em 90%, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). O Ministério da Saúde recomenda que os exames preventivos de toque e PSA (sangue) sejam realizados anualmente por todos os homens a partir de 50 anos, exceto em casos de fatores de risco como obesidade, histórico familiar da doença e etnia negra quando a prevenção deve ser iniciada aos 45 anos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »