19/11/2015 às 16h15min - Atualizada em 19/11/2015 às 16h15min

Alunos de escola municipal de Taboão da Serra são premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Foram conquistadas 6 medalhas de ouro, 29 de prata e 29 de bronze.

Cristina Freitas

Alunos de escola municipal de Taboão da Serra são premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Foram conquistadas 6 medalhas de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. 

 

A Escola Municipal Professora Ester Cordeiro de Souza, em Taboão da Serra, está em festa. É que 64 alunos do ensino fundamental I foram premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que envolveu estudantes de todo o país.

A relação de vencedores foi divulgada em outubro e nesta quarta-feira (18), foi realizada a cerimônia de premiação para a entrega das medalhas.

“Trata-se de uma conquista da qual fiquei muitíssimo orgulhoso. Ações como essa contribuem para o contínuo desenvolvimento dos nossos alunos, elevando o nível educacional do município e proporcionando oportunidades ímpares para todos os envolvidos”, comemora o secretário municipal de educação, João Medeiros de Sá Filho, que entregou pessoalmente as medalhas aos alunos.

Em Taboão da Serra, a EMEF Professora Ester Cordeiro de Souza foi a única da rede municipal a participar e concorreu com outras escolas da rede pública estadual e particular de todo o país. 

“Esta é a quarta vez que participamos da OBA e, ao longo desses anos, pudemos ver a evolução dos alunos em relação aos conhecimentos adquiridos. Os resultados deste ano foram surpreendentes”, comenta Elisangela Ximenes, diretora da escola.

Todos os alunos do ensino fundamental I da EMEF Professora Ester Cordeiro de Souza (1º ao 5º ano) participaram da OBA por meio de uma prova. Para que conseguissem um bom desempenho, a escola, em parceria com a empresa Planneta, desenvolveu durante os dois meses que antecederam a avaliação, um projeto com aulas de reforço.

As aulas aconteceram no laboratório de informática, uma vez por semana para cada turma. Os conteúdos foram aplicados de acordo com os níveis das provas da OBA (nível I - 1º e 2º anos; nível II - 3º ao 5º ano) e seguiram uma sequência lógica e gradual de assuntos, levando a Astronomia e Astronáutica para o cotidiano dos alunos de forma interativa por meio de recursos tecnológicos - datashow, computadores, softwares e lousa digital. Na semana de aplicação da prova da Olimpíada, todos os alunos passaram por um simulado.

“Tanto o projeto que desenvolvemos para preparar os alunos, quanto a própria participação na Olimpíada, objetivou mostrar o “diferente”, a interação dos trabalhos pedagógicos e tecnológicos. Sendo assim, foi de extrema importância a parceria entre os professores das turmas juntamente com o mediador de informática, pois proporcionamos um aprendizado amplo e completo nos campos da ciência e tecnologia”, concluiu a mediadora da Planneta, Nathane Castro. 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »