13/11/2015 às 14h47min - Atualizada em 13/11/2015 às 14h47min

Saiba como organizar uma boa festa de confraternização

Planeje bem o evento e garanta uma reunião agradável e sem imprevistos

Anhembi Morumbi

Dezembro é marcado por muitas comemorações. Quem pretende reunir os amigos e família em casa para confraternizar deve começar o planejamento agora. A primeira coisa a ser considerada é o público que se pretende reunir: família e amigos mais íntimos ou colegas do trabalho. A data e horário serão totalmente diferentes para estes grupos. “Em geral, os amigos do trabalho preferem encontros durante dias úteis, imediatamente após o horário comercial. Já os mais próximos e familiares costumam ser mais flexíveis”, explica Flávia Mastrobuono, docente do curso de Eventos da Anhembi Morumbi, integrante da rede internacional de universidades Laureate.

Em seguida, faça a lista de convidados, que norteará o restante da organização. Os convites já podem ser feitos. Se a reunião é informal, vale falar pessoalmente, por telefone ou criar um evento no Facebook. Situações formais pedem convites impressos.

Ao receber em casa, é preciso tomar muitos cuidados para oferecer uma experiência delicada e hospitaleira aos seus convidados. Crie um cenário para contextualizar o motivo da reunião, que é comemorar o término de mais um ano. Invista em uma boa playlist, animada o suficiente para manter a energia da festa. Não deixe o som muito alto, para que as pessoas possam conversar sem elevar o tom de voz.

Hora de escolher o cardápio. Finger foods são mais práticos e não exigem tanto do anfitrião, que poderá participar mais da festa. Os petiscos podem ser dispostos em estações, para que as pessoas se sirvam sozinhas, evitando que alguém fique destinado a esta tarefa. “Para quem optar por jantar, é essencial contratar um profissional para ajudar no serviço”, explica a especialista.
Se o convite para o evento não partiu do anfitrião e a reunião foi combinada entre os amigos, é aceitável que um voluntário ofereça a casa e os demais providenciem as bebidas e comidas. “Mas lembre-se de combinar o que cada um levará para que o menu seja balanceado e agradável”, enfatiza Flávia.

As bebidas que serão servidas em qualquer confraternização devem estar de acordo com o perfil do público reunido e à época do ano. O ideal é que haja dois ou três tipos de bebidas alcoólicas, além de água, refrigerantes convencionais e diet e pelo menos uma opção de suco. “Certifique-se de que as bebidas estarão na temperatura ideal na hora de serem servidas e adote taças e copos adequados, que valorizarão a recepção”.

Em relação à decoração do ambiente, os enfeites de Natal certamente já tematizam suficientemente a casa do anfitrião, porém, é prudente e delicado que se decore a casa com algumas flores frescas, que inspirarão nos convidados o cuidado e satisfação do anfitrião em recebê-los. Os banheiros devem estar com toalhas limpas e novas e abastecidos de papéis, podendo estar singelamente floridos e perfumados também. O anfitrião poderá disponibilizar descansos de copo sobre aparadores e móveis da casa, que os protegem de possíveis manchas e ainda decoram.

Amigo secreto: sim ou não?

Amigos secretos são garantia de boas risadas. Muitos grupos realizam o amigo ladrão, com regras próprias e no qual o presente poderá ser 'roubado' por algum outro amigo. “Aconselha-se apenas realizar esta brincadeira entre grupos muito íntimos, pois pode ser extremamente constrangedor para alguém ter seu presente desprezado por todos ou o contrário”, finaliza a docente. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »