27/02/2023 às 12h22min - Atualizada em 27/02/2023 às 20h06min

Setor é estimado em US$ 50 bi em 2030, indica relatório da Thomson Reuters Institute

SALA DA NOTÍCIA Fábio de Souza Oliveira
Thomson Reuters Institute
Thomson Reuters

Estudo ESG Sob Tensão alerta que os eventos climáticos extraordinários são um lembrete muito potente das responsabilidades que o governo e a comunidade empresarial têm com a redução das emissões de carbono 

 

 

Órgãos reguladores, ambientalistas e investidores de todo mundo acompanharão mais atentamente as ações das empresas para combater as mudanças climáticas e gerenciar os problemas sociais. Segundo o relatório ESG Sob Tensão, do Thomson Reuters Institute, à medida que mais corporações busquem compensar as emissões de carbono haverá uma aceleração no uso de créditos de carbono, criando um mercado estimado em US$ 50 bilhões até 2030 e, possivelmente, 100 vezes mais em 2050.   

 

Um crédito de carbono é um termo genérico para qualquer certificado ou licença negociável que represente o direito de emitir uma determinada quantidade de dióxido de carbono na atmosfera. Ele se tornou uma maneira cada vez mais popular para as empresas cumprirem suas metas de emissões declaradas.  

 

Os reguladores, bem como os entusiastas de créditos de carbono voluntários, têm sido claros sobre o quanto o uso de créditos de carbono deve ser adicional – e não um substituto – para os esforços das empresas em reduzir suas pegadas de carbono. Os planos de transição energética ajudarão as empresas a identificarem se o uso de créditos de carbono é desejável, já que há riscos consideráveis associados ao seu uso, e que eles têm uma história um tanto controversa, com muitos se tornando fraudes.  

 

"O ESG não representa apenas um risco regulatório e reputacional para as empresas, hoje não podemos ignorar que ele pode afetar tudo, desde o modelo de negócios, a estratégia, a atração e retenção de talentos, até o acesso ao investimento e impacto nas demonstrações financeiras. Portanto, alinhar as operações aos critérios de ESG é essencial para garantir o futuro dos negócios", disse Adrián Fognini, Managing Director da Thomson Reuters para a América Latina.  

 

Nas considerações finais, o relatório ESG Sob Tensão alerta que os eventos climáticos extraordinários, que ocorrem em todo o mundo, são um lembrete muito potente das responsabilidades que o governo e a comunidade empresarial têm com a redução das emissões de carbono – e a velocidade é essencial. 

 

O relatório especial “ESG Sob Tensão” está disponível para consulta gratuita no site da Thomson Reuters Brasil. 

 

Thomson Reuters Institute 

 

O Thomson Reuters Institute reúne pessoas das comunidades jurídicas, corporativas, fiscais & contábeis e governamentais para fomentar conversas e debates, dar sentido aos últimos eventos e tendências e fornecer orientações essenciais sobre as oportunidades e desafios que seu mundo enfrenta hoje. Como o braço de liderança de pensamento dedicado da Thomson Reuters, nosso conteúdo abrange comentários de blogs, conjuntos de dados líderes do setor, análises informadas, entrevistas com líderes do setor, vídeos, podcasts e eventos de classe mundial que fornecem uma visão aguçada sobre um cenário dinâmico de negócios. Visite o site para mais detalhes. 

 

 

Thomson Reuters 

 

Thomson Reuters é um provedor líder em serviços de informação para negócios. Nossos produtos incluem softwares e ferramentas altamente especializadas com informação estratégica para profissionais jurídicos, fiscais, contábeis, de compliance e de comércio exterior, combinados com o serviço de notícias mais global do mundo – Reuters. Para mais informações, visite o site e para as últimas notícias mundiais, acesse o portal

 

    

Contatos de imprensa: 

 

H+K Strategies   

Fábio Okubaru – (11) 97572-1673 

Fabíola Mello – (11) 96613-9267 

[email protected] 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp