25/09/2012 às 23h47min - Atualizada em 25/09/2012 às 23h47min

Que criança nunca quis viver uma grande aventura?

Derrotando dragões, crianças viram heróis nos livros de Valentine Cirano

Lilian Comunica

A escritora Valentine Cirano já passou por diversos gêneros literários: crônicas, em “Reflexões de uma Vida”; autoajuda, em “Plano de Voo”; romance épico, em “Chama imortal”; e um thriller policial que conquistou espaço até na Europa, o “Impacto fulminante”. Agora, é a vez das crianças e jovens conhecerem a narrativa da autora.

Na 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, Valentine lançou para o público infanto-juvenil: “A era dos dragões – O reino de Ágora”, pela editora Giostri.

São tempos difíceis em Oberdon. A tirania do mago Ágora, seu exército de homens-lagarto e os dragões que controla aterrorizam a cidade. O feiticeiro havia tomado o reino e aprisionado o rei e a rainha, além dos sábios do reino. Todos os seus súditos passaram a reverenciá-lo como novo monarca. O povo era oprimido e pagava altos impostos ao novo líder.

Mas o povoado pode encontrar esperança em Jafé, um menino de 12 anos que, segundo as profecias, seria o responsável pela libertação de Oberdon. Ele foi criado secretamente para tornar-se um guerreiro e, logo que descobre sua verdadeira missão, vai em busca do poder do ônix negro, a única coisa capaz de derrotar Ágora e seus dragões cruéis.

Ele contará com a ajuda de Luane, a pantera encantada; do eremita, um antigo guarda real; e do poderoso dragão Órion, inimigo de Ágora. Será que um menino é capaz de trazer a paz de volta ao reino de Oberdon?

Ficha técnica
Editora Giostri
ISBN: 978-85-8108-128-1
Páginas: 138 PÁGINAS
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 30,00

Sobre a autora
A carioca Valentine Cirano morou durante cinco anos nos Estados Unidos e formou-se professora de inglês pela Brigham Young University e pela Nomen Global, mas sua paixão pelas línguas já vem da adolescência. De volta ao Brasil, morando em São José dos Campos, ela, que sempre gostou de escrever, lançou dois livros em 2009. De lá pra cá, não parou de publicar: ultrapassou as fronteiras brasileiras e chegou às livrarias europeias.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »