15/02/2023 às 12h49min - Atualizada em 15/02/2023 às 20h06min

Imóveis do futuro: veja tendências do mercado imobiliário para os próximos anos

Empreendimentos conectados, sustentabilidade e design de alto padrão são algumas das características em destaque

SALA DA NOTÍCIA Gabriel Mello

Passando por grandes transformações no decorrer do tempo para atender às necessidades das novas estruturas familiares,  as habitações têm sido repensadas a partir de conceitos modernos que vão  desde a sua construção até a sua funcionalidade. Dessa forma, despontam no mercado o surgimento de novas tendências para o segmento, como a construção de empreendimentos que facilitem a conectividade, práticas sustentáveis, plantas de alto padrão e a integração dos imóveis aos serviços e experiências indispensáveis para a sociedade.

Indo além da decoração e da modernização da própria estrutura das moradias, as incorporadoras e empresas especializadas no mercado imobiliário têm investido  cada vez mais em projetos arquitetônicos que atendam às necessidades da população. Fortemente ligados às tecnologias, os empreendimentos do futuro trazem conceitos modernos e inovadores ao apresentar soluções que facilitem o cotidiano tanto da atualidade como para os tempos que virão.

Pensando nisso, Diego Dias, CEO da Ekko Group, incorporadora líder no segmento de alto padrão da região metropolitana de São Paulo, traz algumas tendências que têm sido adotadas pelo mercado imobiliário para os próximos anos e que prometem movimentar o setor no país. Confira abaixo:

 

Sustentabilidade

A pauta já é uma realidade e está cada vez mais em evidência.  A busca por imóveis e empresas que possuem a sustentabilidade como alicerce ao longo da sua cadeia produtiva ganharam força nos últimos anos e o modelo tem se mostrado um pilar importante não só para o público, mas também para acionistas e investidores que olham cada vez mais para as práticas de ESG. Para se ter ideia, segundo uma pesquisa realizada pela ABRAINC em parceria com a Brain Inteligência,  80% dos consumidores já procuram por empreendimentos que tenham a questão ambiental entre as prioridades, enquanto 56% relataram, ainda, que estariam dispostos a pagar mais por um imóvel que utilize tecnologia verde.

Do ponto de vista das incorporadoras, as práticas se mantêm em alta. Segundo estudo elaborado pelo CTE (Centro de Tecnologia de Edificações), consultoria especializada em qualidade, tecnologia, gestão, sustentabilidade e inovação para o setor da construção Civil, em parceria com a ABRAINC, a maioria das incorporadoras e construtoras ouvidas, 88% delas, apontaram que os processos ambientais em uso são eficientes e afirmaram adotar de forma progressiva sistemas e tecnologias que causem menor impacto ambiental em suas ações

A tendência  vai além do uso de placas solares para geração de energia limpa e a utilização da água da chuva para irrigar os jardins. A biofilia, com seus espaços verdes,  vem dominando os projetos. No futuro, cada vez mais empresas trarão para áreas residenciais, comerciais e grandes prédios, uma junção entre a facilidade da vida urbana e o contato com a natureza.

Empreendimentos conectados

Outra tendência para as moradias do futuro que se mostra fortemente ligada à construção civil é o uso da tecnologia em sua totalidade. Chamadas de casas inteligentes, as moradias que utilizam a tecnologia para automatizar atividades do cotidiano como o uso de lâmpadas inteligentes, sensores de presença, câmeras de segurança, fechaduras digitais e eletrodomésticos comandados por voz, já são uma realidade e apresentam uma expectativa de crescimento ainda maior para os próximos anos.  

Com um crescimento de 20% ao ano, dados de uma pesquisa apresentada pela Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (Aureside) mostram que a expectativa do mercado de casas automatizadas terá uma receita prevista em  R$ 16 bilhões até 2025.

 

Design em alto padrão

Outro ponto que terá destaque nas construções, é o design de alto padrão.  Com o uso de materiais e métodos de construção mais modernos, os imóveis do futuro terão cada vez mais projetos bem elaborados e finalizados. Esse é um dos pontos de desejos no topo da lista de interesses de pessoas que procuram por um lar para morar ou investir, independentemente do tamanho. Um exemplo disso são alguns dos empreendimentos da Ekko Group,  como o Smart 18 e o Reserva Golf Residence, que possuem metragens, que vão de 39m² até 210m², respectivamente. 

Para se ter uma ideia da importância do segmento para o  mercado imobiliário, o setor de médio e alto padrão apresentou um crescimento de 84,3% e representou 29,2% de todos os empreendimentos vendidos no Brasil durante o ano passado. Especialistas apontam que são justamente, os empreendimentos com essas características os responsáveis por manter o mercado aquecido.

O mercado de alto padrão tem se mantido resiliente e a expectativa é que ele cresça ainda mais este ano”, comenta Diego Dias .

Em suma, as tendências do mercado imobiliário estão presentes em diversas áreas. Tornando-se mais que um ambiente para dormir e viver, as moradias do futuro buscarão agregar aspectos inerentes às relações humanas, tornando o convívio mais acolhedor e em ambientes que facilitem as atividades do dia-a-dia.

Em direção para uma evolução também nas áreas sociais, culturais e ambientais, os imóveis do futuro terão impacto direto na maneira como vivemos e nos relacionamos. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp