15/02/2023 às 09h07min - Atualizada em 15/02/2023 às 20h06min

Inadimplência atinge 27% dos produtores rurais brasileiros, revela Serasa Experian

Região Sul apresentou um cenário mais positivo, enquanto a Norte registrou o maior percentual de negativação no campo

SALA DA NOTÍCIA Serasa Experian
www.serasaexperian.com.br
Divulgação
Um levantamento inédito feito pela Serasa Experian, que considerou as 27 Unidades Federativas do país, revelou a situação de Inadimplência do Produtor Rural brasileiro em novembro de 2022. De acordo com os dados, 27% desses trabalhadores estavam negativados no período. Ainda assim, esse percentual é muito menor quando comparado com a taxa da população adulta em geral que tem o nome negativado no país (43%). 

Para o head de agronegócio da Serasa Experian, Marcelo Pimenta, considerando o nível nacional do estudo, o percentual de inadimplência indicado não deve ser visto como algo alarmante para o setor. “Mesmo com os reflexos da pandemia e da instabilidade econômica, o agronegócio se mostrou forte e seguiu ocupando lugar como um dos principais motores econômicos do país”, explica.

Pimenta também reforça que “a inadimplência é um fator financeiro que acontece em todas as áreas e, quando olhamos para a fatia do agro, podemos perceber sua baixa representatividade. A maior parte dos produtores rurais brasileiros conseguem evitar a negativação e continuam gerando empregos, cultivando e expandindo seus ganhos e mitigando os riscos de suas negociações”.

Regiões Sul e Sudeste possuem cenário ameno de negativação 

Os dados do estudo revelaram, ainda, que em novembro de 2022 a região Sul registrou a menor fatia de negativação rural, com 14,8%. A análise das outras partes do Brasil mostrou que o Sudeste veio logo em seguida, marcando 24,4%. Depois, em ordem crescente, estavam as regiões Centro-oeste (30,4%), Nordeste (32,9%), e Norte (38,4%). 

Em nível estadual, a inadimplência dos produtores rurais se mostrou maior do que a da população geral somente no Maranhão e em Roraima. Confira no gráfico abaixo as informações completas sobre a comparação das Unidades Federativas (UFs):

Faixa etária é um dos fatores determinantes da inadimplência no campo

O levantamento demonstrou que fatores como a idade e a renda mensal dos produtores rurais influenciam diretamente no nível de inadimplência. De acordo com os dados, a negativação diminui com a idade, principalmente a partir dos 51 anos. Veja no gráfico abaixo:

Metodologia

O estudo de Inadimplência do Produtor Rural foi produzido pela Serasa Experian em novembro de 2022. Foram analisados cerca de 9 milhões de perfis de pessoas físicas que constam no Cadastro Positivo e que sejam donos de propriedades rurais e/ou que possuam empréstimos e financiamentos da modalidade rural e/ou agroindustrial distribuídos em todas as 27 Unidades Federativas do país. 

Para conferir mais informações e outros levantamentos sobre agronegócio, clique aqui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp