09/02/2023 às 11h30min - Atualizada em 10/02/2023 às 00h00min

Sindinfor se consolida como parceiro estratégico do P7 Criativo

Primeira agência de desenvolvimento da indústria criativa de Minas Gerais terá agora uma participação ainda maior do sindicato, que utilizará o local como base para o fortalecimento do ecossistema de tecnologia mineiro

SALA DA NOTÍCIA Interface Comunicação
Fábio Veras_Crédito Marina Borges
Sindicato da Indústria de Software e da Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Sindinfor), acaba de se tornar a primeira entidade de tecnologia a estar presente como fomentadora da nova etapa do projeto P7 Criativo. Nesta semana, o presidente do Sindinfor, Fábio Veras, inaugura a presença da entidade que representa 4.600 empresas de tecnologia em todo o Estado de Minas Gerais.

Sem depender de recursos externos, como entidade associativa voluntária, com associados que reconhecem o valor efetivo das entregas da entidade, que faz defesa regulatória junto aos governos municipais, estaduais e federal, casas legislativas e parceiras internacionais, o Sindinfor fará das posições que detém no P7 um espaço para fortalecer seus associados. A ideia é oferecer salas para reuniões de negócios e eventos, espaço de fortalecimento do ecossistema, além de espaço para startups do interior e empresas associadas fora da capital, para que possam ter um local nobre de negócios viabilizado pelo sindicato.

Vale ressaltar que o Sindinfor participou da concepção do P7 em 2015, quando desenvolveu inclusive o escopo de um programa de aceleração para empresas de economia criativa inspirado em projeto congênere do Reino Unido, ligados ao Creative Industries Federation.

Com a expressão ‘Softwares são a manufatura da economia’ o presidente Fábio Veras e a diretoria trabalham para contribuir decisivamente para a diversificação da nova economia em apoio aos associados. “Como cofundadora do P7, a diretoria do Sindinfor se orgulha em gerar mais essa entrega que o colocou como ‘Destaque Sindical da FIEMG’ em mais de uma ocasião”, destaca Veras.

Ainda segundo Veras, o local é inspirado em modelos de espaços de inovação de outros países e trata-se de uma infraestrutura adequada para proporcionar interações por meio de espaços estratégicos. “O P7 foi desenvolvido com um plano estratégico de ocupação, infraestrutura de qualidade e tecnologia de ponta para os profissionais se conectarem e realizarem seus serviços, além de ser, claro, um polo de atração para visitas internacionais e eventos, que são fundamentais para gerar debates, reflexões e, consequentemente, incentivos à inovação. Minas pode muito mais no fortalecimento das empresas nascentes de tecnologia e na cadeia de valor da qual fazem parte as empresas maduras da TI mineira”, acrescenta.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp