30/01/2023 às 11h00min - Atualizada em 31/01/2023 às 16h07min

Do trauma à poesia: estreia em Vitória, espetáculo de dança sobre violência sexual

A performance “Entre-me” fala sobre vulnerabilidade e superação a partir da arte

SALA DA NOTÍCIA Julia Ourique
OrBe Comunicação
Farley José
Violência, abuso e exploração sexual são temas difíceis de lidar. Para superar a vulnerabilidade de habitar um corpo invadido, o bailarino Marcelo Oliveira recorreu à dança, transformando um trauma em movimentos poéticos. No dia 4 de fevereiro, acontece a performance “Entre-me”, dentro da programação do Verão Cultural, no Teatro da Casa da Música Sônia Cabral, em Vitória. Com classificação livre e entrada gratuita, o espetáculo é uma forma de questionar a temática enquanto explora a superação da vulnerabilidade.

“O espetáculo conta com poesias visuais que visam a retratar estados psíquicos de uma vítima de violência sexual, além de construir um campo de reflexão como convite à denúncia contra a cultura do abuso. O silenciamento criado a partir das ruínas causadas pelos agressores acomete a maior parte das vítimas desse crime, deixando-as na deriva do seu sentir, deturpando sua visão e forma de interagir com o mundo. Medo e vergonha dificultam a investigação de casos de abuso. Aqui trazemos o protagonismo ao assunto como um manifesto", explica o bailarino Marcelo Oliveira, que também é o criador de “Entre-me”.

 

Uma vez que por se tratar de uma violência íntima muitos ‘escolhem’ não a ver e colocam em xeque as poucas pessoas corajosas o suficiente para denunciar, por isso é de extrema importância discutir essa temática. O grande número de casos não resolvidos, impunes, ou desacreditados são como uma faca na garganta daqueles que buscam coragem para falar. Dessa forma a obra Entre-me funciona como um alerta. Nos convida a ficar atento aos pedidos de ajuda e socorro silenciosos. A obra é um reflexo da história do artista Marcelo Oliveira e de muitos outros anônimos. 

 

Só no Espírito Santo, em números absolutos, foram registrados 1119 casos de estupro de vulnerável, em 2020, e 43 tentativas. Ainda no Espírito Santo, em janeiro de 2022, já iniciamos o ano com notícias revoltantes como um adolescente de 13 anos que sofreu abusos do avô (63 anos) desde os seus 4 anos de idade. Outra notícia, onde um homem (49 anos), foi preso por suspeita de estuprar três sobrinhas-netas por cerca de dez anos, as vítimas hoje adolescentes e jovens, sofriam abusos desde que elas tinham 4, 6 e 10 anos de idade. Segundo as vítimas, o abusador morava no mesmo terreno que elas e mantinha brinquedos em sua residência, permitia livre acesso ao computador e televisão a fim de atraí-las e abusar delas.

 

“A obra tem o seu papel de conscientização do público, em especial, com aquela pessoa que identificar na sua história pessoal semelhanças com a do artista e se sentir ouvido, acolhido, pois saberá que não está mais só e com isso buscar forças para retomar a posse da sua própria voz, da sua história, da sua vida.”, espera Marcelo.

 

O espetáculo “Entre-me” conta com Marcelo Oliveira (intérprete e criador), Alif Ferreira e Lucas Martins (direção de audiovisual), Farley José (direção de fotografia e designer gráfico), Vitória Felicio (audiodescrição), José Augusto Boaventura (assistente de produção), Marcus Neves (trilha sonora), Vinicius Cezana (cenografia) e Camaleão Alfaiataria (figurinos).

 

Projeto contemplado pelo edital 14/2021 com recursos do Funcultura via SECULT/ES setorial de dança. O espetáculo de dança já passou por cidades capixabas como Montanha, Nova Venécia, São Mateus e Colatina. Como produto resultante da circulação do espetáculo surgiu a exposição fotográfica "Perdoe-me não dizer quando eu queria", exposição permanente na Galeria A Margem.

 

Serviço

 

Espetáculo de dança “Entre-me”

Data: 04/02/2023 (sábado) 

Horário: 19h

Entrada: gratuita

Classificação: livre

Local: Teatro da Casa da Música Sônia Cabral

Endereço: Rua São Gonçalo - Centro - Vitória (ES)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp