21/09/2012 às 10h14min - Atualizada em 21/09/2012 às 10h14min

Fernando Jorge, autor de Cale a boca, jornalista!, lança livro digno de ser devorado por todos os fãs de Drummond

Amigo de Drummond conta histórias inéditas e curiosas do poeta e prosador

Lilian Comunicação

Drummond e o Elefante Geraldão, novo livro do escritor e jornalista Fernando Jorge, traz uma versão biográfica de Carlos Drummond de Andrade nunca vista antes. Confidências do escritor, que vão além do convencional e levam o leitor a uma intimidade apaixonante, já aparecem logo nas primeiras páginas.

O autor e amigo de Drummond lança um diálogo apimentado e pergunta a Carlos no primeiro capítulo do livro: “Qual é o Drummond verdadeiro? O poeta ou o prosador? Como você viola as leis da sintaxe e como prosador as respeita? [...]”. Perguntas como essas e detalhes delicados e sensíveis marcam cada página do livro deixando a impressão de que é o leitor sentado à mesa com o escritor.

O título do livro é ideia do próprio Drummond “Adoraria ser o autor de um romance fantástico, com a história de um elefante voraz, insaciável, que devora todos os dias, na hora do almoço, um boi, ou uma baleia, ou um hipopótamo. Até já escolhi o nome desse bicho: Geraldão”.

Os relatos pessoais de Drummond, somados aos comentários de Fernando, montam um perfil íntimo e completo do famoso autor, com histórias inéditas, curiosas e interessantes. Assuntos sérios como a visão dele sobre política e corrupção, inclusive a associação Jânio Quadros e Hitler, também enchem as páginas. Em cada capítulo, uma caricatura de Drummond – feita por diferentes amigos e até “autorretratos”-, que aproximam ainda mais o leitor de cada face de Carlos.

O livro, lançamento da Editora Novo Século, é para ser devorado em uma tarde. A leitura gostosa e rápida corre junto com o texto curioso e magnético. Uma pausa na vida corrida para conhecer de perto quem escreveu como se conhecesse cada leitor intimamente.

Sobre o autor: Fernando Jorge é escritor e jornalista. Figura que provoca polêmica e admiração. Seus premiados livros causam discussões e incitam a crítica e o público leitor a importantes reflexões. Elogiado por seus livros extremamente pesquisados e rigorosamente documentados, Fernando Jorge obteve um de seus ápices em 1987, quando lançou Cale a boca, jornalista!, contundente e minucioso relato sobre as torturas sofridas por jornalistas brasileiros durante o período militar pós-1964. Autor agraciado com o Prêmio Jabuti, concedido pela Câmara Brasileira do Livro, também já ganhou o Prêmio Clio, da Academia Paulistana de História, pela obra Getúlio Vargas e o seu tempo, além de ter recebido a Medalha de Koeler, em 1957, pelos grandes serviços prestados à cultura brasileira. Apaixonado por ela, também escreveu as biografias do Aleijadinho, de Santos Dummont, Paulo Setúbal, Olavo Bilac e Ernesto Geisel. E tem livros sobre Lutero, Hitler, e Barack Obama, dignos de serem lançados em vários países.

 

Ficha técnica

ISBN:  978-85-7679-753-1

Páginas:  176

Formato:  21 x 14 cm

Por: R$ 24,90

http://www.novoseculo.com.br/config/templates/pt_BR/default/regua1x1.gif

http://www.novoseculo.com.br/config/templates/pt_BR/default/regua1x1.gif


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »