23/01/2023 às 11h21min - Atualizada em 23/01/2023 às 16h05min

Câncer de intestino pode ser tratado com radioterapia

IGRT é a técnica de tratamento utilizada

SALA DA NOTÍCIA Heverson Bayer
http://oncoville.com.br
Freepik.

Em questão de dias, o esporte brasileiro sofreu duas perdas. Primeiro, Pelé, o Atleta do Século, ocorrido em 29 de dezembro. No começo do ano (dia 8), foi a vez de Roberto Dinamite, ídolo do Vasco da Gama, clube que jogou por mais de 20 anos. A cantora Preta Gil, 48 anos, distribuiu um comunicado à imprensa informando que está em tratamento contra um câncer. Em comum, todos com câncer de intestino.

O câncer de intestino, também chamado colorretal, é um dos mais prevalentes no mundo e está entre os que registram o maior número de mortes. No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer – INCA, são esperados para cada ano do triênio (2023-2025) um total de 45.630 novos casos, sendo 23.660 em mulheres e 21.970 em homens.

Em geral, esse tipo de câncer costuma acometer pessoas com mais de 50 anos e pode surgir a partir da evolução de pólipos intestinais, que, caso não sejam removidos, podem se transformar em lesões malignas.

Fatores de risco

De acordo com o INCA, a maioria dos casos desse tipo de câncer não tem causa conhecida, porém, a doença poderá ocorrer com mais frequência em pessoas com idade superior a 50 anos. Entre os fatores de risco estão:

. Excesso de gordura corporal;

. Consumo excessivo de carnes vermelhas e processadas, como bacon, presunto, mortadela, salame, peito de peru defumado, salsicha e linguiça;

. Em geral, a pessoa tem uma alimentação pobre em fibras;

. Fumantes;

. Consumo de bebida alcoólica.

. História pessoal ou familiar de pólipos, doenças inflamatórias intestinais ou câncer de intestino.

Prevenção

Todos podem adotar ações de prevenção contra o câncer de intestino, para tanto, basta seguir as orientações abaixo:

. Praticar de atividades físicas – pelo menos 30 minutos por dia ou 150 minutos durante a semana;

. Evitar o consumo de carne processada;

. Diminuir o consumo de carne vermelha;

. Manter uma alimentação saudável, com o consumo de alimentos de origem vegetal, como frutas, verduras, legumes e grãos;

. Evitar o tabagismo

. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Diagnóstico e tratamento com IGRT

O exame de rastreamento é a colonoscopia, indicada regularmente a partir dos 50 anos. Porém, para quem tem parentes de primeiro grau com tumores desse tipo, doenças intestinais inflamatórias ou é portador de síndromes hereditárias, a colonoscopia poderá ser indicada de forma mais precocemente.

Em geral, o tratamento é a cirurgia, quimioterapia, terapia-alvo e radioterapia. “A radioterapia é mais indicada para o tratamento local do câncer de reto. Há estudos científicos que apontam aumento no controle da doença com o uso da radioterapia após cirurgia, especialmente nos tumores avançados, indica o rádio-oncologista Henrique Balloni, do Oncoville.

Ainda segundo o médico, a radioterapia com uso de técnicas avançadas de localização da lesão durante a aplicação da radiação como IGRT (radioterapia guiada por imagem) com monitorização do ciclo respiratório (4D) é possível ablação das metástases substituindo a ressecção cirúrgica dessas células doentes que já se espalharam para outras partes do corpo. “Geralmente, as metástases dos tumores de intestino afetam o fígado, os pulmões, ossos e cérebro”, salienta Henrique Balloni.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp