25/02/2015 às 16h38min - Atualizada em 25/02/2015 às 16h38min

Vídeo mostra ação covarde da PRF contra caminhoneiros

Caminhoneiros são fortemente oprimidos, mas lutam e não desistem da manifestação

Diário Catarinense - texto Deborah Albuquerque
Deborah Albuquerque - Gazeta

INFORMAÇÕES DIRETO DIRETO DO DIÁRIO CATARINENSE -

Protesto de caminhoneiros nas rodovias catarinenses já dura uma semana
Chega a 20 o número de pontos fechados em rodovias federais por caminhoneiros e agricultores

A paralisação dos caminhoneiros e agricultores completa uma semana em Santa Catarina nesta quarta-feira e chega a 20 o número de pontos com protestos nas rodovias federais catarinenses. Na maioria dos trechos, manifestantes estacionam nos acostamentos e bloqueiam apenas a passagem de caminhões com carga seca. Carros de passeio, ônibus, cargas perecíveis e veículos oficiais estão liberados. 

O CONFLITO
O protesto começou no Oeste do Estado e nesta terça-feira chegou à principal rodovia catarinense, a BR 101. Manifestantes se instalaram no km 437 em Sombrio, no Sul do Estado, ocasionando formação de filas no local. Por volta das 12h00 desta quarta-feira, o trecho foi liberado.

No fim da manhã desta quarta-feira, manifestantes e PRF negociaram a liberação do km 244 da BR 116 em Nova Erechim. Já o km 138, em Santa Cecília, foi bloqueado por volta das 12h00.

A PRF segue para Cunha Porã, no km 109 da BR-158, e depois para Maravilha, no km 605 da BR-282, para negociar a liberação das vias com os manifestantes.  

Nesta terça-feira a tropa de choque da Polícia Rodoviária Federal entrou em conflito com manifestantes ao desbloquar barreira na SC-480 em Xanxerê. Cerca de 50 agentes da PRF foram mobilizados na ação inicialmente pacífica, mas que terminou em correria e com a tropa de choque da PRF avançando contra os caminhoneiros.

Veja todos os pontos de bloqueio em BRs que seguem até às 14h00min desta quarta-feira, segundo a PRF:

1 - São Miguel do Oeste (trevo) - km 645 da BR-282
2 - Guaraciaba Km 87 da BR-163 (trevo de Anchieta)
3 - São José do Cedro - km 101 da BR-163
4 - Maravilha – (trevo) km 605 da BR-282
5 - Cunha Porã –- km 109 da BR-158
6 - Irani – km 64 da BR-153 
7 - Palmitos – km 139 da BR-158
8 - Campos Novos – km 317 da BR-282
9 - Pouso Redondo – km 174 da BR-470
10 - Campos Novos – km 339 da BR-470
11 - Concórdia – km 97 da BR-153
12 - Papanduva - km 54 da BR-116
13 - Guaraciaba - km 83 da BR-163
14 - Trevão Irani - Km 433 da BR-282
15 - Lages - Km 244 BR-116
16 - Guarujá do Sul - Km 111 da BR-163
17 - Dionísio Cerqueira - Km 123 da BR-163
18 - Joaçaba - Km 380 da BR 282
19 - Santa Cecília - Km 138 da BR 116
20 - Mafra - km 183 da BR 280 

A falta de matéria-prima, impossibilidade de obter ração para animais, postos sem combustível desde o fim de semana e dificuldades para escoar produtos para as demais regiões preocupam empresas e produtores agropecuários de Santa Catarina.

A paralisação

A paralisação dos caminhoneiros começou no dia 18 de fevereiro e ganhou força no dia 20 do mesmo mês. Motoristas protestam contra o aumento dos combustíveis e más condições das estradas, entre vários outros itens. 

O movimento é independente, liderado por caminhoneiros autônomos da região. Vilmar Bonora, um dos organizadores do protesto, afirma que eles estão dispostos a ficar até 30 dias parados, se for necessário.

"Caminhoneiros são presos e fortemente oprimidos em Santa Catarina , esses heróis que estão chamando a atenção do Governo Federal, ajudando a nação a fazer justiça, estão pagando o preço dessa ditadura bolivariana. 

Hoje um advogado se uniu ao grupo de CAMINHONEIROS em SC e foi fortemente oprimido. Assista o vídeo abaixo e entenda a situação alarmante em que se encontram os CAMINHONEIROS que protestam. 
 
Meu vídeo-manifesto contra a imprensa corrompida ao ver os absurdos das matéria de hoje."

 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »