25/02/2015 às 00h00min - Atualizada em 25/02/2015 às 00h00min

Fernando de Noronha: o paraíso é brasileiro

por Maíra Campos / Diários de Férias

A viagem a Noronha é cara. A passagem é cara, as pousadas são caras, a comida é cara. Talvez seja isso que impeça muitos brasileiros de conhecer a ilha. Mas depois de ter ido, você poderá afirmar com a maior tranquilidade: o lugar vale cada um dos muitos centavos investidos. Provavelmente, será mais uma das muitas pessoas a falar que não existe lugar como Fernando de Noronha e fará coro com a quase totalidade de visitantes que foram e amaram o lugar.

No quesito beleza, as praias da ilha competem de igual para igual com muitas praias famosas ao redor do mundo. Mas a hora em que se coloca na balança o clima da ilha, não tem para ninguém. Poder se locomover de buggy na BR, com o vento batendo no rosto e com uma natureza maravilhosa emoldurando a estrada dá uma sensação indescritível.

Para começar a falar das praias, nada melhor do que a melhor. A Baía do Sancho é simplesmente considerada a praia mais bonita do mundo. A água do mar é clara e ótima pra fazer snorkeling. Mesmo bem longe da praia e com uma profundidade considerável, ainda é possível ver o fundo do mar.


Baía do Sancho vista de cima


Como se não fosse suficiente, é no seu acesso que está Mirante do Morro Dois Irmãos, cartão postal de Noronha.


Vista do Mirante

 

A segunda praia mais famosa da ilha é a Baía dos Porcos. O acesso a essa praia se dá por uma trilha curta de pedras que sai da Praia Cacimba do Padre. A faixa de areia é tão pequena que some com a maré alta. De qualquer forma, é difícil querer ficar na areia com a água azul e transparente na sua frente, de cara para o Morro Dois Irmãos.


Vista da praia


A Cacimba do Padre é uma praia bastante frequentada por surfistas, devido a suas boas ondas. Apesar de não ser muito boa para mergulho, tem uma paisagem deslumbrante, com o Morro Dois Irmãos ao lado esquerdo. É a praia com a melhor infraestrutura de areia, com guarda-sol para alugar e um bar na parte de trás.

 

Sueste é a melhor praia da ilha para observação da vida marinha. Na parte direita do mar está uma área de preservação, com o fundo de recifes. Ali é proibido ficar em pé e é obrigatório o uso de colete salva-vidas para boiar. É nessa parte que os animais se alimentam e é muito fácil de encontrá-los. Há de tudo: arraias, tubarões, diversos peixes, tartarugas, polvos etc.

 

A praia mais urbana da ilha é a Praia do Cachorro, que fica na Vila dos Remédios. A atração fica por conta do Buraco do Galego, uma piscina natural formada quando a maré está baixa.

 

Por fim, a Praia do Atalaia tem uma piscina natural bem grande, que é um verdadeiro berçário de vida marinha. O acesso à praia é controlado pelo ICMBio e a visita tem horário marcado.


Praia do Atalaia

Da Praia do Atalaia há a opção de partir para a chamada “trilha longa”, que beira a ilha e passa por mais outras duas piscinas naturais, além de mirantes lindos. Para a trilha longa, é obrigatório contratar guia. O trajeto é de 4 horas, contando as paradas.

 

Embora a principal atração de Noronha esteja mesmo nas praias, a ilha ainda oferece aos turistas diversas opções de passeios. O mais famoso é o Ilha Tour, realizado em um carro, mostrando as praias e parando para banho em algumas delas, além de contar um pouco do funcionamento e da história de Noronha.

Já o passeio de barco de todas as agências faz o mesmo trajeto. Passa-se por algumas ilhas vizinhas à Noronha e para-se na Baía do Sancho para mergulho. Mas o ponto alto são os golfinhos. Há 99% de chance de ver (muitos) golfinhos ao redor do barco.

 

Partindo para a aventura, o aqua sub é realizado em uma lancha com várias pranchas atrás, presas por uma corda. Coloque um colete salva-vidas, um equipamento de snorkel e deixe-se puxar pela lancha segurando nas pranchas. A água transparente fará todo o resto, garantindo visões incríveis ao longo do trajeto. Algumas agências passam até por um navio naufragado.

 

Já o mergulho mais comum da ilha é o mergulho de batismo. Não é necessário ter feito curso para fazer um batismo e cada turista é acompanhando por um instrutor, que controlará tudo. O mergulho dura de 20 a 30 minutos é uma experiência inesquecível.


Mergulho de Batismo

 

Para finalizar o essencial da ilha, há vários pontos onde é possível assistir ao pôr-do-sol. O mais famoso deles é no Fortinho do Boldró, de onde se tem uma vista deslumbrante do Morro Dois Irmãos, com o sol se pondo ao lado deles. Não fica atrás o pôr-do-sol na igrejinha, com vista para a Praia do Porto e os barcos nela ancorados.  


Pôr-do-Sol na Igrejinha


Mas não se preocupe. De qualquer lugar que se assista, o pôr-do-sol vai ser lindo. Aliás, nem precisa ser pôr-do-sol. Durante todo o dia, todo o tempo, a ilha é linda. Noronha: pode ir sem medo que o paraíso é aqui no Brasil!

O roteiro completo e outras indicações podem ser encontrados no site www.diariosdeferias.wordpress.com. Instagram: @diariosdeferias.

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »