03/02/2015 às 00h00min - Atualizada em 03/02/2015 às 00h00min

Halong Bay: uma das maravilhas naturais do Vietnã

por Débora Grubba / Diários de Férias

Quando pensamos no Vietnã, automaticamente a primeira ideia que nos vem na mente é uma viagem com um cunho muito mais histórico em razão das sequelas da guerra que ainda marcam o país.

Todavia, o Vietnã não vive apenas das memórias do passado e há um outro lado absolutamente diferente e cuja beleza impressiona até os mais céticos.

E o melhor exemplo disso é Halong Bay, baía que conta com cerca de três mil ilhas e ilhotas, e, não à toa, foi declarada Patrimônio Mundial pela Unesco em 1993 e eleita uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo.


Halong Bay: cenário deslumbrante

Para conhecer o local, é possível contratar cruzeiros de um, dois ou três dias – há opções para todos os bolsos – e ter disposição: normalmente, os passeios incluem um translado em ônibus a partir da charmosa cidade de Hanoi. Apesar de a distância ser relativamente curta, o trajeto leva cerca de quatro horas, o que faz a viagem (e principalmente a volta) ser um pouco cansativa. Mas o esforço é recompensado: basta abrir a janela do quarto - o qual, aliás, não deixa nada a desejar perto dos bons hotéis! - e se deparar com uma vista única.

No primeiro dia, pode-se aproveitar para fazer um passeio de caiaque por entre as ilhas mais próximas e, em seguida, ir até a praia para tomar sol ou subir no mirante para admirar a vista de quase 360º graus.

Mas, se a vista de lá não estiver tão boa, não precisa se preocupar; ela com certeza ficará ainda mais bonita no cair da noite, do seu próprio barco. Por isso, após se deliciar com as comidas típicas servidas no jantar, a atração passa a ser deitar nas espreguiçadeiras e apreciar a paisagem, agora adornada pelos outros barcos que começam a se iluminar.


Inúmeros cruzeiros em Halong Bay


Entardecer em Halong Bay

 

O dia seguinte é dedicado a conhecer um pouco mais da natureza do lugar: por isso, o barco navega até alguma das cavernas da região. Uma das mais famosas é a Sung Sot Cave (“Surprise Cave”), formada por três grutas de tamanhos crescentes, repletas de milhares de estalactites e estalagmites. As formações rochosas são iluminadas por holofotes coloridos – embora possa soar um tanto quanto turístico, a beleza do lugar é evidente. Outro mirante de tirar o fôlego aguarda os turistas na saída da caverna.


Sung Sot Cave

No trajeto, despontando por entre as rochas, é possível ver também as vilas flutuantes, que sobrevivem há centenas de anos e nas quais os moradores dedicam-se principalmente à pesca e constroem suas vidas sobre as águas.

Os cruzeiros ainda podem oferecer outras atividades, como pesca, tai chin chuan, karaokê e até aula de culinária, para que seus hóspedes aprendam a fazer seus próprios “rolinhos primaveras” – um dos principais pratos da culinária vietnamita – e que serão desfrutados no último almoço a bordo.  

Assim encerra-se o cruzeiro por Halong Bay, cuja experiência de dormir e acordar em meio aquele cenário – e, de certa forma, fazer parte dele, - é indescritível. 

O roteiro completo e outras indicações podem ser encontrados no site www.diariosdeferias.wordpress.com. Instagram: @diariosdeferias.

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »