21/01/2012 às 00h31min - Atualizada em 06/05/2012 às 00h31min

Acidente marca estreia do "Cante se Puder"

É mais uma etapa para dar experiência à pimpolha da família Abravanel.

Fabio Maksymczuk

Olá, internautas

Na última quarta-feira (18/01), o SBT estreou “Cante se Puder”, sob comando de Marcio Ballas e Patrícia Abravanel. A emissora dá sinais que insistirá na herdeira de Silvio Santos no processo de sucessão, pelo menos no vídeo. O animador até já brincou que Paty só está no ar porque é filha do patrão. Verdade absoluta.

No programa de estreia, Ballas e Patrícia respeitaram o espaço do outro. Não ocorreram conflitos na apresentação. Já ocorreu o entrosamento, apesar de não ser necessário dois apresentadores para comandar a atração. É mais uma etapa para dar experiência à pimpolha da família Abravanel.

“Cante Se Puder” surpreendeu no IBOPE ao atingir 10 pontos de média e 13 de pico. São raros os programas da emissora que alcançam dois dígitos nos índices de audiência.  

“Cante se Puder” não é a sétima maravilha da TV brasileira. Os participantes devem cantar em situações que exploram o asco. Gilmelàndia e Ângela Bismarchi “cantaram” pisoteando em tripas de porco, caranguejos, larvas, miolo e fígado.

O fato que marcou a estreia ocorreu com o cantor Marcio, irmão gêmeo do Vavá que também participou das gincanas (os dois, aliás, sempre estavam nos games do “leão” Gilberto Barros). O santista tinha que cantar algemado. O microfone suspenso subia e descia. Depois, os assistentes de palco abriram caixas. Baratas e ratos invadiram a arena. O cantor ficou assustado com os bichos e despencou do palco. Bateu a cabeça. Desmaiou. Médicos socorreram o rapaz. Toda a recuperação do santista foi explorada.

Nahim (ícone ressuscitado dos anos 80), Nany People e Lola compõem o júri. A russa fez boas tiradas com as situações enfrentadas pelos desafiantes.

“Cante Se Puder” é aquele tipo de programa que perde gás no decorrer das exibições. O telespectador fica enfadado com as mesmas situações. Funciona em temporadas curtas. A nova aposta do SBT é uma atração de entretenimento que serve de opção para o telespectador que não gosta de futebol (Rede Globo) e nem de novela (Record). É uma estratégia correta ao exibir a linha de shows na faixa das 22h30.

Fabio Maksymczuk

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »