20/01/2022 às 16h06min - Atualizada em 20/01/2022 às 15h53min

5 Cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro

Se o seu carro teve algum tipo de problema, é importante entender quais são os cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro. É preferível fazer isso antes de começar a pensar em dicas para comprar um seminovo em Florianópolis ou qualquer que seja a sua cidade.

Afinal, você não precisa ir comprar um novo veículo, dá para levar o seu problemático para o mecânico e fazer um conserto.

Em alguns casos, as pessoas inclusive adicionam o engate automotivo, outro nome para o engate de reboque, apenas por motivos estéticos. Isso mesmo, o veículo não ganha nenhuma funcionalidade extra, apenas passa a ser algo bonito. Apesar disso ser permitido, o fato é que trata-se de algo desnecessário.

Portanto, é vital entender quais são os cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro.

Quer respeitar a lei e evitar modificações que vão prejudicar o seu automóvel? Então siga a leitura para conhecer quais são os cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro agora mesmo!
 

5 cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro


1. Peso do carro

O primeiro ponto a se atentar ao instalar um engate de reboque no seu automóvel é a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (o Contran) de que os engates de automóveis só podem ser instalados em veículos que tenham até 3.500 quilos, ou seja, 3 toneladas e meia. Em veículos com mais peso, a legislação estabelece certos cuidados específicos, que não incluem a instalação dos engates.

Se você se preocupou com esse limite de peso, pode ficar tranquilo: a maior parte dos automóveis no Brasil estão abaixo de 3,5 toneladas de peso. Veja a Fiat Toro, por exemplo, que, além de ser uma das líderes de vendas em 2021, ela tem apenas 1,7 toneladas, quase 1,8 dependendo do modelo.

Mesmo a RAM 2.500, um dos veículos mais pesados do mundo, tem 3.465 quilos. É claro que há de se considerar o peso do motorista, mas mesmo esse veículo poderia ter um engate instalado.

Assim, é muito provável que o seu sedã, SUV ou picape possa ter o engate de reboque instalado (desde que a capacidade do reboque seja declarada pelo fabricante, para você saber quanto consegue puxar com a sua potência).

2. Formato da peça

Você já viu alguns engates de reboque no mercado que são feitos em um formato bem diferente do padrão? Alguns são em peças de xadrez, outros em formato de cavalo e por aí vai. Se já notou, deve ter percebido que, de fato, alguns são bem bonitos.

No entanto, eles também são ilegais, ou seja, não podem ser usados em seu carro.

A legislação determina que os formatos do engate de reboque devem ser padronizados, sem desenhos diferentes. Além disso, o equipamento deve ter esfera maciça adequada para tracionar um veículo.

3. Equipamentos adequados

Você já viu alguns engates de reboque no mercado que são feitos em um formato bem diferente do padrão? Alguns são em peças de xadrez, outros em formato de cavalo e por aí vai. Se já notou, deve ter percebido que, de fato, alguns são bem bonitos.

No entanto, eles também são ilegais, ou seja, não podem ser usados em seu carro.

A legislação determina que os formatos do engate de reboque devem ser padronizados, sem desenhos diferentes. Além disso, o equipamento deve ter esfera maciça adequada para tracionar um veículo.

4. Informações da plaqueta

Um ponto que nem todo fabricante de engates se atenta é que a legislação (na Resolução 197 do Contran) determina que todos os engates sejam vendidos com uma plaqueta inviolável que tenha as informações básicas daquele produto, como nome do fabricante (com CNPJ e identificação de registro concedido pelo Inmetro), modelo do engate e capacidade máxima de tração do veículo em que ele será instalado.

5. Informar ao Denatran

Por fim, o último passo para a instalação dos engates de reboque é confirmar que a fabricante informou ao Denatran qual é a capacidade para tracionar reboque do seu modelo de automóvel. Essa informação também deve constar no Manual do Proprietário, bem como os pontos de fixação do engate. Isso tudo limitará o que você pode ou não rebocar com o seu veículo, portanto leia o documento com bastante atenção.

Agora que você já sabe quais são os cuidados na hora de usar engates de reboque no seu carro, é hora de colocar essas dicas em prática. Lembre-se de que dirigir um veículo com reboque fora das especificações determinadas é considerado uma infração grave, o que gera uma punição de 5 pontos na sua carteira de habilitação e uma multa de R$195,23, segundo o Código de Trânsito Brasileiro.

Gostou das dicas? Então compartilhe esses cuidados com seus amigos nas redes sociais!

 
Link
Lucas Widmar Pelisari

Lucas Widmar Pelisari

Descobrindo o Marketing Digital, dicas de como aumentar tráfego orgânico e otimização no posicionamento de domínios perante motores de busca

Leia Também »
Comentários »